Vitaminas sintéticas vs vitaminas naturais


Vitaminas sintéticas vs vitaminas naturaisAqui estão alguns factos que não irá encontrar publicitados na maioria dos suplementos de vitaminas da sua loja habitual de suplementos:

  • A vasta maioria dos suplementos de vitaminas comercializados, são feitos de vitaminas sintéticas.
  • As vitaminas sintéticas não realizam as mesmas funções no seu organismo, que realizam as vitaminas encontradas em alimentos completos.
  • Muitas vitaminas sintéticas esgotam o seu organismo de outros nutrientes e stressam os seus rins antes de serem excretados pela urina.

Se pretende compreender melhor o que são as vitaminas e o que fazem no seu organismo, seria melhor tirar um curso completo de bioquímica. Recorda-se de todas aquelas fórmulas moleculares e reações químicas que estudou nas aulas de química do liceu?

A bioquímica, na realidade, é apenas uma extensão da química, com ênfase nas centenas de reações químicas que ocorrem no seu organismo a todo o momento no seu dia-a-dia.

Qualquer pessoa que estude bioquímica, aprende que as vitaminas não existem como componentes isolados que agem por si só:

  • As vitaminas são feitas de muitos componentes diferentes – enzimas, co-enzimas e co-factores – que têm que trabalhar em conjunto para produzir os seus efeitos biológicos desejados.
  • As vitaminas que se encontram de forma natural nos alimentos completos, vêm com todos os seus componentes necessários.
  • A maioria das vitaminas que são vendidas em farmácias, supermercados e lojas de suplementos, são vitaminas sintéticas, que são apenas porções isoladas das vitaminas naturalmente presentes nos alimentos.

Um bom exemplo é a vitamina C

Se olhar para uma variedade de suplementos de vitamina C, irá verificar que a maioria deles contém apenas ácido ascórbico ou um composto chamado ascorbato, que é uma forma menos acídica do ácido ascórbico. O ácido ascórbico NÂO é vitamina C.

Ele representa o anel exterior que serve como uma concha protetora para todo o complexo da vitamina C, de forma semelhante à casca de laranja que serve como concha protetora para a laranja.

A verdadeira vitamina C encontrada em alimentos completos como frutas e vegetais, contêm os seguintes componentes:

  • Rutin
  • Bioflavonóides (vitamin P)
  • Factor K
  • Factor J
  • Factor P
  • Tyrosinase
  • Ascorbinogen
  • Ácido Ascórbico

Quando toma apenas o ácido ascórbico sintético encontrado nos seus comprimidos ou pó de vitamina C, o seu organismo tem de reunir todos os outros componentes de todo o complexo da vitamina C completa, dos seus tecidos corporais, de forma a poder fazer uso dela.

Caso o seu organismo não disponha de reservas adequadas dos restantes componentes, o ácido ascórbico por si só, não proporciona nenhum dos benefícios para a saúde, que o complexo completo de vitamina C oferece. Depois de circular através do seu sistema, o ácido ascórbico não usado, é eliminado através da urina.

Qual será a melhor opção?

Tal como a vitamina C, quase todas as outras vitaminas que conhecemos, oferecem os seus benefícios completos para a saúde, quando se encontram na presença de um número de enzimas, co-enzimas, co-factores e até minerais.

Por exemplo, a vitamina D pode ter até vinte componentes ativos diferentes, enquanto a vitamina P tem pelo menos cinco componentes diferentes.

O mineral cobre é necessário para a atividade completa da vitamina C, enquanto a vitamina E funciona de forma muito próxima com o mineral selénio para proporcionar o seu efeito anti-oxidante, promotor de saúde.

De forma clara, é melhor obter as suas vitaminas a partir dos alimentos completos, porque os alimentos completos fornecem vitaminas completas em vez de fracções delas. Em muitos casos, os alimentos completos também providenciam os minerais que são necessários para a actividade óptima das vitaminas.

Por exemplo, as sementes de girassol são ma excelente fonte de vitamina E e do mineral selénio, e ambos necessitam um do outro de forma a poderem oferecer todos os seus benefícios para a saúde.

Como saber se as vitaminas do seu armário da cozinha são provenientes de alimentos completos ou se são sintéticas.

Se a lista de ingredientes inclui uma vitamina como “vitamina C”, em vez de um alimento que contém vitamina C natural como a , pode apostar que isso é uma vitamina sintética.

Se escolher utilizar suplementos nutricionais, é do seu interesse utilizar apenas os produtos que listam apenas alimentos reais como ingredientes, em vez de vitaminas sintéticas e isoladas.

Embora algumas vitaminas sintéticas isoladas tenham mostrado que podem proporcionar benefícios mínimos para a saúde, no seu todo, a maioria delas acabam por causar mais malefícios do que benefícios, e será melhor para si que gaste o seu dinheiro em alimentos completos.

É importante notar que os princípios deste artigo, são igualmente relevantes e aplicáveis aos minerais e suplementos de minerais.

Deixe uma resposta