ginásio caseiro

As vantagens de treinar em casa

Pessoalmente, adoro treinar em ginásios, sobretudo naqueles que têm atletas que estão bastante decididos a atingir os seus objetivos. Nesses locais, o ambiente geralmente é competitivo, com uma boa energia  e portanto propício a treinos intensos.

Os ginásios também tornam mais fácil encontrar companheiros de treino que permitam treinar com assistência e realizar exercícios potencialmente perigosos, tal como o supino, com vigilância e alguma ajuda, caso seja necessária, para pousar a barra ou para realizar algumas repetições forçadas.

No entanto, treinar em casa ou noutro local privado, também tem os seus benefícios e para muitos até pode ser uma alternativa melhor às salas de musculação das academias.

Desengane-se se você pensa que não é possível obter resultados num home-gym. A verdade é que muitos powerlifters e culturistas começaram por treinar em casa quando eram adolescentes e são muitos os que ainda o fazem, seja por conveniência ou simplesmente porque desta forma se conseguem focar melhor nos resultados que pretendem.

Como exemplo, temos o Lee Priest, que possui um ginásio caseiro bastante completo no sótão da sua habitação e no qual realiza treinos com frequência. Temos ainda exemplos de culturistas amadores como o José Matos, um atleta que quase sempre treinou em casa e que conseguiu obter um físico deveras impressionante.

Vários estudos também verificaram que a realização de treinos de musculação em casa, mesmo sem supervisão, também são produtivos, sobretudo em termos de aumento da força, melhoria da composição corporal e da capacidade de resistência (1, 2, 3).

As vantagens de treinar em casa

Afastada a ideia de que não é possível obter resultados significativos treinando em casa, e uma vez que também já realizo os meus treinos de musculação em casa há vários anos, sou capaz de enumerar algumas vantagens de treinar em casa.

Poupa-se tempo

Em primeiro lugar, há que dizer o tempo de que dispomos é um bem precioso e cada vez mais escasso. No meu caso, cada vez tenho menos tempo (e vontade) de preparar um saco com equipamento de treino, enfrentar o trânsito e viajar para o ginásio em questão, preparar-me para o treino e cumprimentar/falar com as pessoas conhecidas antes de iniciar os devidos treinos.

Durante todo esse processo sou capaz de perder mais de uma hora. O que me parece ser demais, uma vez que os meus treinos de musculação raramente ultrapassam os 50 min.

Para além disso, tenho a certeza de que poderá encontrar formas mais agradáveis e proveitosas de gastar esse tempo que costuma perder e que hoje em dia é cada vez mais valorizado.

Mais privacidade

Socializar é um aspeto importante para a saúde e para o desenvolvimento do ser humano, mas poderá não ser boa ideia fazê-lo no decorrer de treinos intensos.

Muitas vezes perde-se o foco e a vontade de treinar com a máxima intensidade, sobretudo quando somos interrompidos por indivíduos que insistem em falar de assuntos que têm pouco ou nenhum interesse para nós.

Algumas pessoas também sentem dificuldades em concentrar-se nos treinos quando se encontram num ambiente com uma grande variedade de estímulos sonoros e visuais (música, televisão, outras pessoas a treinar, etc.) tal como acontece na maioria dos ginásios.

Para além disso, os ginásios também favorecer um ambiente competitivo, que poderá fazer com que os seus clientes se foquem mais em exibir-se através do levantamento de cargas elevadas, em vez de se concentrarem em trabalhar os vários grupos musculares com pesos que se encontrem dentro dos seus limites reais e que possam levantar com uma boa forma técnica.

Dito isto, é perfeitamente possível que consiga concentrar-se mais em trabalhar os devidos músculos-alvo quando está a treinar em casa, sozinho ou com um amigo, do que num ginásio cheio de distracções e de pessoas à sua volta a observar.

Também possível que você é um indivíduo introvertido, que não gosta de dar nas vistas e que prefere manter o anonimato. Nesse caso, embora possa ser boa ideia fazer um esforço extra para socializar mais, treinar em casa é sem dúvida alguma uma excelente opção para si.

home gym
O nível de sofisticação do seu ginásio caseiro irá depender do espaço e dinheiro que estiver disposto a investir nele.

Horários ilimitados

Muitas pessoas chegam a casa tarde e não têm a possibilidade de ir ao ginásio por este se encontrar fechado ou estar próximo da hora de fechar as portas ao público. Infelizmente ainda são poucos os ginásios em Portugal e no Brasil que estão abertos 24 horas por dia.

Se você também tem um horário complicado, treinar em casa é mesmo a melhor opção para si, pois poderá treinar em qualquer hora, antes de sair para o local de trabalho/universidade, ou depois de chegar a casa, seja qual for a hora.

Pode-se treinar todos os dias

Aqueles que frequentam os ginásios também não podem treinar todos os dias. A maioria dos ginásios fecha aos feriados, aos sábados e/ou aos domingos, e também podem fechar para férias e descanso do pessoal, durante várias semanas por ano.

Na verdade, basta o dono do ginásio adoecer para que o ginásio posso não abrir ao público durante bastante tempo.

Num ginásio caseiro poderá treinar nos dias em que lhe der mais jeito ou simplesmente nos dias em que você se sentir com mais energia e motivação.

Por exemplo, muitas pessoas verificam que têm mais tempo, vontade e energia para treinar ao fim-de-semana, precisamente quando muitos ginásios se encontram encerrados.

Poupa-se dinheiro

Para poder frequentar e ter acesso a uma sala de musculação de um ginásio terá que gastar uma quantia significativa na inscrição, na “jóia” e na mensalidade.

Mas será que precisa mesmo de gastar esse dinheiro e de mais uma mensalidade para pagar todos os meses? Talvez não. Caso tenha equipamento de treino em casa isso deixará de ser necessário.

A verdade e que você só precisa de adquirir o seu equipamento básico de musculação uma única vez. Depois disso, todos os meses irá poupar o dinheiro que teria que gastar caso frequentasse um ginásio.

Esta é sem dúvida alguma a melhor opção para aqueles que vivem com um orçamento limitado e que dificilmente conseguem fazer o salário durar até ao final do mês.

Esse dinheiro também poderia ser melhor aplicado em alimentos e suplementos de qualidade, que por sua vez o poderão ajudar a atingir os seus resultados de forma mais rápida e mais sustentável.

Não precisa de partilhar o equipamento

Uma vez que todos os clientes de um ginásio pagam para frequentar o mesmo, todos têm direito a usar os equipamentos de musculação, o que muitas das vezes torna complicado seguir um programa de treino sem interrupções prolongadas, especialmente nas horas de ponta, em que o ginásio se encontra com uma maior afluência de púbico.

Num ginásio caseiro isso não acontece, a não ser que esteja a treinar com algum amigo/a. Aqui não precisa de esperar que algum indivíduo termine as séries que faltam num determinado aparelho de musculação ou com outra peça de equipamento como uma barra ou par de halteres.

Para além disso, desta forma também não será afetado pela falta de higiene e/ou de educação de uma boa parte da população que geralmente frequenta o ginásio e que muitas vezes não usam toalha e/ou desodorizante.

Não existem épocas “especiais”

Quantas vezes se queixou de que o seu ginásio se encontra completamente cheio ao final da tarde e/ou em determinados meses do ano, como por exemplo no início do ano e nos meses que antecedem o início do verão?

Nessas alturas os ginásios costumam sofrer uma verdadeira “enchente” e não é inédito as pessoas terem que esperar imenso para realizar um exercício e demorarem mais de 2 horas a completar um treino que normalmente duraria apenas 1 hora.

Evita-se o assédio

Há pessoas que detestam ser assediadas, especialmente nos períodos de tempo que dedicam à prática de desporto.

Isso poderá ser especialmente problemático para aqueles e aquelas que têm uma boa aparência, que estão em melhor forma física e que levam os seus treinos a sério.

Num home-gym terá toda a privacidade que deseja para realizar os seus treinos sem o assédio e a atenção indesejada de terceiros.

Outros

Poderia ainda incluir aqui outras vantagens para quem treina em casa.

  • Por exemplo, aqueles que treinam num home-gym não precisam de se preocupar tanto com o tipo de vestuário e o calçado que usam para treinar. Isto é especialmente positivo para aqueles que não têm condições económicas para adquirir roupa e calçado desportivo de qualidade, mais adequado para os ginásios públicos.
  • Outra vantagem é que poderá realizar os treinos e os exercícios que bem entender, mesmo os mais excêntricos, sem correr o risco de ser julgado por isso e sem que apareça algum indivíduo, mais ou menos bem intencionado, para o “corrigir”.
  • Desde que tenha o equipamento de treino adequado, estará à vontade para realizar os exercícios clássicos, mais pesados. Muitos ginásios proíbem a realização de alguns dos exercícios de musculação mais produtivos, tais como o agachamento clássico com barra livre, levantamento-terra, etc. Também é por esse motivo que muitos atletas de powerlifting e strongman treinam em casa.

Conclusão

Treinar em casa não é só vantagens. Dependendo do equipamento de treino que tiver adquirido, há vários exercícios que não irá ser capaz de realizar no seu ginásio caseiro.

Muitas pessoas também afirmam que a falta de espaço é um impedimento para treinar em casa, no entanto, um par de halteres reguláveis, alguns discos de peso e um banco são o suficiente para fazer um treino produtivo em casa, mesmo com pouco espaço.

Algumas pessoas também não conseguem ter a motivação necessária para treinar em casa. Os indivíduos mais sociáveis também irão ter dificuldades em treinar sem companhia.

No entanto, é sempre possível anular esse aspeto negativo se conseguir obter a companhia de um amigo para treinar. Desta desta forma obter motivação extra e/ou ajuda para os seus treinos.

Outra possível opção seria treinar com o seu namorada/o ou esposa/o, o que traria o benefício adicional de cimentar a sua relação amorosa.

Começar por frequentar um ginásio também poderá ser a melhor opção para aprender a técnica adequada dos exercícios, mas infelizmente, são muitos os ginásios que têm falhas graves a esse nível.

Para colmatar essa falha, e tal como aconteceria num ginásio, também tem a possibilidade de contratar um personal trainer, que se desloque à sua residência, para que este lhe possa ensinar a técnica adequada.

Outra possibilidade, bem mais económica, é explorar os recursos que a internet nos oferece. Poderá aprender a técnica dos exercícios mais comuns no nosso Directório de exercícios.

Por último, quer treine em casa, num ginásio ou em parques exteriores, mantenha em mente os aspetos mais importantes para continuar a obter resultados ao longo do tempo; a sobrecarga progressiva e um bom plano de treino/dieta.

Treinar sempre com os mesmos pesos e/ou o mesmo número de repetições, irá conduzir à estagnação e ao aborrecimento, em muito pouco tempo.

Em todo o caso, mantenha em mente que, fazer algum exercício físico, seja onde for, é sempre melhor do que não fazer nenhum (4).

E você? Prefere treinar num ginásio ou em casa?

Avatar

Siga-nos através das redes sociais.

Comentários fechados.