Turmérico: o anti-catabolico na sua cozinha

Turmérico: o anti-catabolico na sua cozinhaÈ praticante de musculação e está à procura de uma nova substância para experimentar? E uma que também seja completamente legal? Então aqui vai uma dica, experimente o turmérico.

Poderá encontrar turmeric na secção de ervas e especiarias dos supermercados, e, se acreditarmos em artigos recentes, esta substância também é anti-catabólica.

O turmérico é uma especiaria proveniente da Índia, feita a partir das raízes secas da planta Curcuma longa (também conhecido como açafrão-da-índia), um parente do gengibre, Zingiber officinale. A coloração na C. Longa dá a certos alimentos a sua cor amarelada e o pó de turmérico é um ingrediente do prato “curry”.

Os utilizadores da medicina tradicional na índia usam o turmérico à séculos pelas suas propriedades anti-inflamatórias. É utilizada em pessoas que têm problemas respiratórios ou problemas com feridas que não saram. Um ingrediente importante da planta é o curcumin ou diferuloylmethane. Isto é o que é vendido como agente colorante alimentar amarelo nas lojas. O diagrama abaixo mostra a estrutura química do curcumin.

Estrutura química do curcumin.

Alguns investigadores acreditam que o curcumin protege o cérebro. Em estudos realizados em animais, o curcumin reduziu os danos causados no cérebro pelo cádmio e chumbo. Os epidemiologistas suspeitam que o curcumin protege o cérebro da doença de Alzheimer, e é por isso que a doença é menos prevalente na Índia, onde o consumo de turmeric é mais elevado do que noutras partes do mundo.

O efeito anti-catabólico do turmérico também é causado pelo curcumin, de acordo com um artigo de revisão desenvolvido por investigadores da Harvard Medical School. O artigo centra-se no uso do curcumin como uma forma de medicina contra a degradação muscular como resultado do envenenamento sanguíneo, que é a especialização dos investigadores. Mas eles escreveram,

Existem provas de que o curcumin pode inibir a resposta catabólica no músculo esquelético durante condições catabólicas.

Eles estão-se a referir a estudos realizados em animais em que ficaram comprovados os efeitos anti-catabólicos do curcumin no cancro e no tecido muscular danificado. Em alguns dos estudos, o curcumin também melhorou a recuperação do tecido muscular.

Apesar disso, em estudos em que os animais usados não podiam usar os músculos, o curcumin não inibiu a degradação da proteína muscular. Por isso, nem sempre funciona.

Os investigadores suspeitam que o curcumin inibe o catabolismo muscular principalmente através da sabotagem do interruptor molecular nuclear factor-kappa-B (NFkB). NFkB reage praticamente a qualquer coisa que seja má para a célula: desde radicais livres, luz ultra-violeta e ao colesterol LDL oxidado. Nesses casos o factor de transcripção liga-se ao ADN, e ao fazer isso activa toda uma série de mecanismos de destruição.

Em casos de envenenamento sanguíneo, mas também o cancro, operações fortes e má nutrição, o NFkB pode causar muitos danos no tecido muscular. O curcumin é barato e não é tóxico em grandes quantidades. Poderia ser uma alternativa às hormonas anabólicas que são caras e por vezes causam efeitos secundários. É por isso que os investigadores querem saber mais sobre a substância.

Um dos problemas é que o organismo não absorve o curcumin com facilidade. Os produtores estão, então, a trabalhar em nano-preparações da substância. Uma alternativa seria administrar o curcumin em conjunto com pimento,

Os investigadores escreveram que:

Outro método de aumentar a absorção do curcumin, é adicionando piperina, encontrada no pimento preto, que aumenta a absorção do curcumin em 2000% em humanos.

Nota: Os escritores do artigo não estão a planear comercializar o curcumin. Eles foram financiados pelo “American National Institutes of Health”.

A quantidade músculo que você desenvolve, depende dos processos anabólicos e catabólicos. Se aumentar os processos anabólicos no seu organismo irá obter progressos mais rapidamente. Reduzir os processos catabólicos irá também provocar o mesmo efeito.

Até ao momento ainda não há estudos acerca do possível efeito anti-catabólico do curcumin antes e depois de um treino intenso.

Referência!

Deixe uma resposta