Treino de Força aumenta os níveis de testosterona em 40%

Citando os investigadores da Universidade de Extremadura em Espanha, num artigo para o Jornal Europeu de Fisiologia Aplicada, “O treino de musculação é realmente uma espécie de terapia hormonal”.

De acordo com os investigadores, o treino de musculação comum, eleva os níveis de testosterona em 40%.

Os investigadores espanhóis realizaram uma experiência com vinte estudantes do sexo masculino que nunca tinham praticado musculação antes. Primeiro os investigadores mediram a concentração de hormonas como a Testosterona e Cortisol a partir da urina dos estudantes.

Essa foi a medida A. Depois, os investigadores colocaram os estudantes a realizar uma secção de musculação. Os estudantes tiveram de realizar sete exercícios poliarticulares (compostos), de forma a trabalharam os maiores grupos musculares. Depois, os investigadores mediram de novo as concentrações horminais. Essa foi a medida B.

A tabela abaixo mostra a concentração das hormonas androgénicas dos indivíduos testados.

Tabela 1

A concentração de testosterona diminuiu. Isso é lógico: Através do treino de musculação, as células musculares absorvem uma maior quantidade de androgénios a partir do sangue, e como resultado, os níveis de testosterona diminuem.

O treino de musculação também aumentou os níveis de cortisol. Veja abaixo.

Tabela 2

Depois disso, os investigadores colocaram os estudantes voluntários a treinar de forma regular durante mais 4 semanas. Os estudantes tinham de ir ao ginásio três vezes por semana e completar os seus programas de treino. Durante esse período de tempo, os estudantes tornaram-se mais fortes e desenvolveram mais massa muscular.

Após as quatro semanas, os investigadores mediram de novo as concentrações de hormonas da urina dos estudantes: uma das medidas foi tirada durante o descanso, outra imediatamente antes de uma secção de treino – medida C – e outra imediatamente a seguir á secção de treino – medida D.

A produção de testosterona – tal como a tabela acima demonstra de forma clara – É cerca de 40% mais elevada quando o corpo está em descanso. Após o treino, o nível de testosterona está mais baixo, mas não é preciso ser um génio para entender que o nível recupera rapidamente. O nível de estradiol dos estudantes também estava um pouco mais alto (Não incluímos um gráfico aqui) mas o aumento não foi significativo.

Tabela 3

Por outro lado, o nível da hormona do stress, cortisol, estava mais baixo, tanto em descanso como após a secção de treino.

Tabela 4

Se realizar treino de musculação por um período prolongado de tempo, o seu corpo começa a produzir mais hormonas anabólicas e menos hormonas catabólicas. Talvez seja por isso que as pessoas que começam a treinar pela primeira vez na sua vida não notem qualquer desenvolvimento a nível de força e massa muscular. Os seus organismos têm de se ajustar à mudança.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.