Níveis de testosterona em declínio acentuado nos homens jovens

A testosterona é uma hormona bem conhecida pelos praticantes de musculação, sobretudo pelas suas importantes propriedades anabólicas e androgenéticas.

A manutenção de níveis adequados de testosterona é importante, principalmente no homem, também devido ao seu papel na libido, órgãos reprodutivos e vários outros aspetos da saúde.

Os autores de um estudo publicado recentemente sugerem que os níveis de testosterona têm vindo a diminuir de forma acentuada nos adolescentes e jovens adultos, ao longo dos últimos 20 anos.

O Estudo

Estes investigadores começam por referir que o hipogonadismo, ou défice de testosterona, chega a afetar 20% dos adolescentes e rapazes.

Para o seu trabalho, usaram dados de inquéritos nacionais conduzidos nos EUA entre 1999 e 2016, que englobaram 4045 indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 15 e 40 anos.

Os autores registaram um declínio dos níveis de testosterona de 664,79 para 529,24 ng/dl entre os anos 1999-2000 e 2015-2016.

testosterona declinio homens jovens

Estes autores concluíram:

Tem vindo a registar-se um declínio dos níveis médios de testosterona total ao longo das duas últimas décadas e a testosterona total diminui com um índice de massa corporal progressivamente mais elevado.

Concluímos que os níveis de testosterona total têm vindo a declinar nos homens jovens nas décadas recentes.

Essa diminuição permaneceu significativa mesmo após se terem tido em conta possíveis doenças, a idade, IMC, tabagismo, consumo de álcool e prática de atividade física.

Registou-se uma associação entre o Índice de Massa Corporal (IMC) e níveis mais baixos de testosterona, mas a tendência de descida permaneceu significativa mesmo entre os homens com valores de IMC dentro do normal.

Embora não tenham avançado uma explicação definitiva para este fenómeno, os pesquisadores sugerem várias possibilidades, incluindo alterações ao nível da dieta, incluindo níveis mais elevados de fitoestrógenos, aumento do percentual de gordura corporal, exposição a toxinas ambientais, e o consumo de marijuana.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário