Relaxamento acelera a recuperação dos atletas lesionados

Um novo relatório de Alex E. Walsh da Universidade de Boston, publicado no International Journal of Athletic Training investiga como o relaxamento pode atenuar os efeitos negativos do stress sobre a recuperação de atletas lesionados.

Os fisiologistas do exercício têm vindo a investigar esta área há mais de três décadas. Mas só recentemente é que os médicos começaram a reconhecer a importância dos factores psicossociais na reabilitação de lesões. O stress pode ser causado por determinadas preocupações que o atleta pode ter, tais como, se ele vai conseguir fazer uma recuperação completa, como irá ser a sua performance quando voltar a competir/jogar, etc.

O stress psicológico geralmente desencadeia sintomas físicos, como o aumento do ritmo cardíaco, tensão muscular, respiração superficial e pressão arterial elevada, que por sua vez pode levar a um stress adicional e pode distrair o atleta de se concentrar totalmente durante uma sessão de reabilitação.

O autor sugere que treinadores e médicos que lidem com os atletas devam considerar a introdução de uma técnica de relaxamento eficaz que quebre este ciclo e substitui-lo como um padrão de resposta ao estímulo de calma, conforto e relaxamento.

Ele defende a aprendizagem de técnicas de relaxamento simples, como a repetição de uma palavra, frase ou som durante cerca de 10 minutos, duas vezes por dia, que vai ajudar a “limpar” a mente de pensamentos negativos e relaxar o corpo.

Embora reconhecendo que a aplicação deste princípio básico num ambiente cheio de barulho e confusão que se verifica nos locais de tratamento possa ser uma tarefa difícil, o autor afirma que com a prática, é possível tornar eficiente a resposta ao relaxamento num centro de treino atlético e possibilitar o atleta a concentrar-se na maximização dos benefícios na sessão de relaxamento.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.