Qual é a quantidade máxima de massa muscular que se pode obter de forma natural?

Muito provavelmente, o leitor já se terá questionado acerca de qual a quantidade máxima de massa muscular que poderia obter, sem recurso a substâncias proibidas.

Já sabemos que a genética tem uma grande influência na velocidade e quantidade de massa muscular que podemos obter, mas haverá alguma forma ou fórmula que nos ajude a perceber se já estamos perto ou se ainda estamos longe do nível máximo de muscularidade que é possível atingir de forma natural?

O estudo

Afortunadamente, já foi realizado um estudo que nos poderá dar pistas para responder a essa questão.

Nesse estudo, os investigadores recolheram dados relativos a diversas características, de uma amostra de uma amostra de 157 praticantes de musculação do sexo masculino, compreendendo 83 utilizadores de esteroides androgénicos anabolizantes e 74 não utilizadores.

O grupo dos não utilizadores de esteroides incluiu um grande número de culturistas bastante dedicados, em que muitos deles já tinham participado com sucesso em competições de culturismo “natural”. Portanto, o grupo dos não utilizadores provavelmente incluiu indivíduos que se aproximaram muito dos limites máximos de muscularidade que poderia ser possível atingir sem fármacos.

Os dados recolhidos incluíram o peso, altura e % de massa gorda obtida a partir de valores de pregas cutâneas. Posteriormente, os investigadores criaram uma fórmula, o índice de massa magra, e usaram os dados recolhidos para obter os respetivos valores de cada atleta.

De acordo com a tabela acima, a altura e a percentagem de gordura corporal não diferiram de forma significativa entre os dois grupos, mas os valores do peso e do Índice de Massa Magra foram bem mais elevados para o grupo dos utilizadores de esteroides.

Esta diferença é ainda mais impressionante se tivermos em conta que cerca de um terço dos utilizadores de esteroides não tinham tomado estas substâncias durante o último ano e, provavelmente, devido a isso, os seus valores máximos de Índice de Massa Magra haviam retornado aos valores anteriores ao início do seu uso de esteroides.

Analisando o gráfico acima, verificamos que todos os atletas “naturais” tinham valores de Índice de Massa Magra inferiores a 25, limite esse representado por uma linha diagonal na figura, enquanto que uma grande proporção (45%) dos utilizadores de esteroides ultrapassou facilmente esse valor e alguns deles até excederam o valor de 30.

Para testar ainda mais os limites do Índice de Massa Muscular em indivíduos “naturais”, estes investigadores obtiveram as alturas, pesos, idades, e a partir de fotos estimaram a % gordura corporal, na altura da competição, de todos os vencedores do Mr. América, desde 1939 até 1959.

Uma vez que durante esse período de tempo os esteroides anabolizantes não estavam disponíveis nos ginásios, esses atletas provavelmente representam o valor máximo de Índice de Massa Magra que é possível atingir sem recurso a fármacos.

Observando a tabela acima, verificamos que os vencedores da competição Mr. América, durante o período pré-esteróides, tinham um Índice de Massa Muscular médio de 25,4, e que apenas três tinham valores superiores a 27.

Citando os autores deste trabalho:

“É impressionante que até mesmo os vencedores do Mr. América tenham tido um Índice de Massa Magra normalizado de 25,4, com apenas três homens, ao longo de um período de 20 anos, a terem excedido o valor de 27.“

“Parece que apenas raros indivíduos, talvez possuidores de alguma anomalia genética ou congénita, poderão atingir um índice de massa muscular superior a 25, sem o uso de esteróides.”

Estes investigadores também notam que, apesar de, supostamente, os conhecimentos sobre treino e nutrição terem melhorado desde 1939 até 1959, ao longo desse período de tempo não se observou uma tendência para um aumento do índice de massa magra nos vencedores da competição Mr. America.

A equação do Índice de Massa Magra

Comece por obter o valor da sua % de gordura, com recurso a um lipocalibrabor ou equipamento de bioimpedância. Em seguida, calcule o seu valor de massa magra usando a seguinte fórmula:

Massa Magra = Peso corporal em Kg x [1 – (% de gordura ÷ 100)]

Depois, use a seguinte fórmula para obter o valor do Índice de Massa Magra:

(massa magra em kg) x (altura em metros)2.

Os autores deste estudo também aplicaram uma ligeira correção: 6,3 x (1,80 m – altura), para normalizar esses valores para a altura de um homem de 1,8 m.

Portanto, assumindo que já tem o valor da massa magra, a equação completa para obter o Índice de Massa Magra Corrigido seria:

(massa magra em kg) x (altura em metros)2 + 6,3 x (1,80 m – altura em metros)

Se tiver obtido um valor próximo de 25, provavelmente já estará muito perto da quantidade máxima de massa muscular que é possível obter de forma natural.

Também poderá facilmente calcular o seu Índice de Massa Muscular, usando a calculadora abaixo.

Referência!

Avatar

Siga-nos através das redes sociais.