Qual a melhor forma de agachamento, clássico ou frontal?

O que é melhor: o agachamento clássico ou o agachamento frontal? O agachamento clássico é apenas o exercício que tem a incrível reputação de ser considerado O MELHOR exercício para o desenvolvimento geral das pernas.

Por outro lado, o agachamento frontal é muitas vezes designado como sendo um desses exercícios secundários que servem para isolar ou colocar a ênfase nos quadriceps. Ou é considerado como sendo mais um exercício para dar forma.

Agachamento realizado da forma clássica (com barra atrás da nunca)

Para verificar se existe alguma verdade nessas crenças, um estudo recente comparou o agachamento clássico (barra na nuca) com o agachamento frontal em homens e mulheres que realizaram ambos os exercícios.

agachamento frontal (com barra à frente, nas clavículas)

O estudo utilizou 70% da sua 1RM (máximo de peso que pode ser levantado para uma repetição) para ambos os exercícios, assegurando desta forma que estavam a comparar exercícios com uma intensidade semelhante.

Resultados

  • Apesar de no agachamento atrás se utilizar um peso mais elevado, a actividade muscular registada nos quadriceps, femorais e parte inferior das costas foi semelhante em ambos os exercícios. Por outras palavras, ambos os exercícios são igualmente eficazes em estimular o crescimento das suas pernas!
  • As forças de compressão foram muito mais baixas no agachamento frontal do que no agachamento atrás. Forças elevadas e contínuas de compressão nos joelhos, podem causar perda de cartilagem e provocar osteoartrite (dor nos joelhos).
  • A atividade dos glúteos não foi medida neste estudo.

Conclusão

O agachamento frontal é tão bom e eficaz para os seus quadriceps e femorais como o agachamento atrás. Além disso, o agachamento frontal é muito melhor para as articulações dos seus joelhos do que o agachamento atrás.

Se a saúde dos joelhos e a activação muscular são preocupações para si, experimente o agachamento á frente para obter uma mudança positiva.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.