Princípios Weider que funcionam – Batota

Princípios Weider que funcionam - batotaO princípio da batota estipula que a utilização de um pouco de impulso durante um exercício de forma a se poder usar um peso ligeiramente mais pesado ou “espremer” mais um par de repetições ao final da série, vale a pena de um ponto de vista de treino para hipertrofia.

Muitos argumentos online têm explorado se vale ou não a pena fazer batota durante os exercícios.

Pesquisas recentes analisaram este tema mais de perto, e demonstrou-se que existe uma “zona ideal” para a forma técnica e subsequentes requisitos de torque das articulações e estímulo de hipertrofia durante o exercício de elevação lateral (Arandjelović O.)

De acordo com o autor:

Um aumento moderado da carga e o uso de impulso permite um aumento ainda maior do torque. Em contraste o uso excessivo do impulso resulta num menor recrutamento do músculo-alvo, enquanto o aumento excessivo da carga reduz o estímulo hipertrófico total em virtude da diminuição do número de repetições que podem ser realizadas de forma sucessiva, diminuindo assim o tempo sob tensão de forma dramática.

Aqui está a minha opinião:

Não se deve usar batota ou impulsos excessivos quando se realiza exercícios que implicam riscos inerentes para uma determinada articulação, como o agachamento, peso morto ou press militar.

No entanto, certos exercícios como o curl com barra e elevações laterais prestam-se bem a um “impulso” ou batota moderada nas últimas repetições. Apenas não faça batota em demasia, ao longo de toda a série ou irá diminuir a tensão no músculo-alvo e expor o seu corpo a um aumento do risco de lesão.

Conclusão

Joe Weider criou a IFBB, criou a competição do Mr. Olympia, levou o Arnold para os E.U.A. e compilou os Princípios Weider. Acredito que todos os praticantes de musculação e culturistas fariam bem em aprender esses princípios e em coloca-los em prática de acordo com os seus objetivos específicos de treino.

Embora tenham sido criados há várias décadas atras, as pesquisas recentes continuam a suportar o seu mérito como estratégias de treino viáveis.

Leia também os restantes artigos desta série:

Referência!

Siga-nos através das redes sociais.

Deixe uma resposta