Porque razão não deve mudar os exercícios com frequência?

Se pensa que se deve mudar de exercícios para manter a progressão de força e massa muscular, então continue a ler.

Porque motivo as pessoas mudam de exercícios com frequência?

Para confundir/surpreender o musculo: Este é o motivo mais comum para a mudança de exercícios. Você não pode confundir ou surpreender um músculo, ponto final. É fisiologicamente impossível.

Os músculos são tecidos passivos que contraem quando estimulados para se contraírem. Não possuem um cérebro próprio que possa ser confundido ou surpreendido. É tão estúpido como afirmar que, se esticar uma banda elástica a partir de um ângulo diferente, você confunde e surpreende a banda elástica.

As revistas de musculação afirmam isso: O conceito da mudança de exercícios vem principalmente das revistas de musculação (por exemplo o principio Weider da confusão muscular).

  • A maioria dos modelos das revistas, são geneticamente abençoados e usam suplementos “reais”. Ao contrário dos atletas naturais, eles podem fazer o quiserem e ainda assim irão crescer.
  • Têm que lançar uma revista todos os meses. Fotografias de novos exercícios, são uma boa forma de encher páginas de revistas todos os meses.

Porque não deve mudar os exercícios com frequência?

Curva de aprendizagem: Todos os exercícios possuem uma curva de aprendizagem chamada de Mudança neurológica ou adaptações (adaptações do sistema nervoso). É exactamente igual a aprender a andar de bicicleta. Com a prática, Você torna-se melhor em seja o que for que faça.

Este período de aprendizagem dura alguma semanas ou meses, dependendo do exercício e nível de destreza.

Aumento do músculo: O aumento de massa muscular é mínimo durante o tempo em que o corpo aprende a realizar um novo exercício. O aumento de massa aparece principalmente após as mudanças neurológicas terem estabilizado tal como mostra na figura abaixo.

Figura: As mudanças neurológicas estabilizaram após as 8-20 semanas. E depois o aumento de massa muscular torna-se mais proeminente. (Referência 1)

Portanto, se continuar a mudar de exercícios a cada 4 ou 6 semanas, o organismo nunca terá a possibilidade de hipertrofiar o músculo envolvido nesse exercício em particular. Pela altura em que a sua curva de aprendizagem estabilizar, você terá infelizmente, passado a dedicar-se a um exercício diferente.

Aumento de força: O aumento de força que se obtém no período inicial de aprendizagem, é em grande parte causada pela melhoria da destreza ou adaptação neurológica, e não tanto devido ao aumento da massa muscular. Isto desaparece uma vez que pare de realizar esse exercício em particular.

Recomendações

  • Escolha e mantenha 2-3 exercícios básicos para cada parte corporal, como supino inclinado e supino com halteres e alterne entre eles. Desta forma não terá de executar sempre o mesmo exercício.
  • Pode mudar exercícios isoladores (mono-articulares) como “curl” com halteres, aberturas para peitoral e por ai adiante. As adaptações neurológicas são mínimas no caso dos exercícios mono-articulares.
  • Se o seu progresso parou em determinado exercício, é altura de reanalisar o seu programa de treino e dieta, não para mudar o exercício para “surpreender” os seus músculos.

Depois da leitura deste artigo, recomendamos que leia também o “Quando deve mudar os seus exercícios?”

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário