Porque motivo escolhi não tomar EA´s e ou drogas ergogénicas e porque também se deveria manter natural!

Muitas pessoas escolhem não tomar drogas por temerem as consequências na saúde. Embora esta possa ser uma preocupação legítima, dependendo do grau e duração de uso das drogas, essa não é a razão pela qual eu escolho manter-me natural.

De facto, acredito que os perigos dos EA´s e de outras drogas ergogénicas, são provavelmente, grandemente exageradas e sensacionalizadas pelos média. Na minha opinião, as técnicas do “medo”, como “vai desenvolver um tumor no cérebro e cancro no fígado” não são realmente correctas ou eficientes. Se isso fosse uma medida eficiente, então o uso de drogas de hoje em dia, não seria tão comum.

Não é uma questão moral, ética ou de honestidade. Como se define o “comportamento moral? Acredito que a única definição de “Moral”, seria aquela em que significa que nunca faria nada para maltratar outro ser humano ou interferir no seu direito de viver a vida da forma que quer viver. Desde que não esteja a magoar ou a interferir na vida dos outros, quem pode julgar o que está certo ou errado?

Poucas pessoas discordariam que demonstra uma falta de moral e de carácter, tomar drogas, mentir sobre isso e competir numa competição natural testada,  mas dado que estamos a falar de competição, a moralidade não será provavelmente, um argumento válido.

A minha motivação principal para manter-me natural não é uma questão de certo ou errado, saudável ou prejudicial. A minha motivação é diferente: O que pretendo é obter o prazer e a satisfação que apenas obtenho sendo o melhor que posso ser, sem utilizar nenhuma assistência artificial.

Quero expressar completamente as possibilidades do corpo, mente e espírito humano. Quero actualizar todo o meu potencial. Se eu tomar drogas, então não saberei qual é realmente o meu verdadeiro potencial; nunca saberei se é das drogas ou de mim.

Se pensa ou já está a usar substâncias dopantes, seria boa ideia ter em conta a sua saúde e repensar nos seus objectivos a longo prazo

O verdadeiro prazer no culturismo ou outros desportos, não é possuir um corpo espectacular, ou ganhar um primeiro prémio; o prazer está em merecê-lo.

O prazer está nos seus objectivos. O prazer está em trabalhar duro e ver o tipo de pessoa em que se torna ao perseguir os seus objectivos. O prazer está em observar-se a si mesmo tornar-se um verdadeiro vencedor e um verdadeiro campeão – por dentro. Merecê-lo, torna-o um ser humano melhor.

Você desenvolve carácter, integridade, persistência, determinação e uma forte ética de trabalho – tudo qualidades positivas que se transferem para outras áreas da sua vida. Não existe prazer verdadeiro e duradouro em resultados que são produzidos de forma artificial. Usar drogas, é como ir a uma loja e comprar o troféu. Não existe prazer nisso – você não mereceu isso!

Suponha que tomou um “comprimido mágico” e desenvolveu um corpo incrível num período de tempo muito curto. Pensa realmente que se vai sentir feliz, orgulhoso, e satisfeito? Acha que a sua auto-estima vai melhorar?

Eu penso que não. Penso que apesar da sua forma exterior, e apesar de algum sentimento de satisfação e entusiasmo superficial, no fundo, iria sentir que a sua vitória foi oca, vazia. A longo prazo, penso que a sua auto-estima iria descer! Especialmente quando os seus ganhos ilusórios se desvanecessem rapidamente assim que a sua “muleta” fosse removida.

Se está a usar drogas e a vencer competições, não importa o quão bom crê que se sente. Posso-lhe garantir que não está a sentir a mesma coisa que sinto. Não posso sequer exprimir em palavras os sentimentos de alegria, orgulho e satisfação que se sente por atingir um objectivo apenas com o mérito do seu próprio trabalho duro e na crença em si próprio. E este sentimento vai-me durar uma vida. Eu consegui isso, Eu criei isso. Eu mereci isso. Consegui-o com os meus próprios meios.

Eu não acredito em drogas. Eu acredito em mim mesmo.

Tom Venuto é o autor do livro “Burn The Fat, Feed The Muscle” e de inúmeros artigos.

Também acredito num poder maior do que eu mesmo. E a razão pela qual acredito em mim, é porque acredito que este poder maior não está separado de mim, mas que está dentro de mim. Embora a maioria das pessoas estejam adormecidas em relação ao seu potencial e não se dêem conta disso, toda a gente possuiu um poder interior que é de natureza espiritual.

Olhando para o interior e libertando-o, todos nós podemos conseguir mais do que alguma vez sonhamos. Descobrir e usar o seu poder interior, é mais importante do que qualquer dieta, programa de treino, suplemento ou esteróide alguma vez concebido pelo homem.

Acredito que procurar algo fora de si, não o torna mais forte – apenas o torna mais fraco. A verdadeira força não provém de um frasco ou de uma agulha. A verdadeira força provém do interior.

A mente é poderosa. Acredito que muitas pessoas se auto–impõem limites mentais, no que é possível conseguir de forma natural e essa é a razão principal porque falham em chegar muito longe sem algum tipo de “ajuda”.

Você olha para um culturista natural com um grande físico e voçê diz, “É impossível que esse tipo seja natural”, está a colocar limites ao seu próprio crescimento. O seu subconsciente irá levar a acusação de forma literal e impedi-lo de alguma vez atingir esse tipo de desenvolvimento de forma natural.

Não sou anti-esteróides. Prefiro chamar-me pró-natural. Penso que não é bom nem positivo ser anti-qualquer coisa. Existe uma grande diferença entre ser pró-natural e ser anti-esteróides. O autor de livros motivacionais Dr. Wayne Dyer, escreveu uma vez “Tudo contra o que você é contra, enfraquece-o. Tudo a que é a favor, fortalece-o.”

Durante a guerra do Vietname, um grupo de protestantes perguntou a madre Teresa se ela se juntaria a eles na sua marcha contra a guerra e ela respondeu “Não, não irei marchar contra a guerra com vocês, mas se fizerem uma marcha pela paz, eu irei”. Os atletas naturais e culturistas precisam de uma mudança de atitude.

Tentar combater uma guerra contra as drogas é uma batalha perdida e uma perda de tempo e energia valiosos. Em vez disso, temos de nos concentrar nos aspectos positivos de se permanecer natural, já que são muito superiores a qualquer possível efeito positivo que provenha do uso de drogas.

Não estou a tentar iniciar uma luta contra as drogas ou a incentivar alguém a fazer algo, ou a não fazer nada. Há certas coisas na vida que as pessoas têm de descobrir por si próprias. Infelizmente, muitas pessoas aprendem as lições da forma mais difícil. Um dos meus mentores ensinou-me que a vida de uma pessoa pode servir ou como aviso ou como exemplo.

A minha esperança é a de servir como exemplo positivo. Gostaria de ajudar as pessoas expandir as suas mentes, aumentar os seus limites e as suas crenças em relação ao que é possível. Gostaria que ajudar os outros a darem-se conta de que existem mais benefícios em ser natural do que em ser artificial.

Embora me tenha vindo a referir principalmente aos esteróides, o mesmo raciocínio aplica-se a qualquer outra droga ou ajuda artificial, seja ela para perda de peso, melhoria cosmética o melhoria do desempenho. Se desenvolver o seu corpo ou vencer uma competição com ajudas artificiais, você será um impostor. E nunca irá gozar todos os prazeres que sente um verdadeiro campeão.

O caminho natural é o único verdadeiro caminho para o sucesso, orgulho, prazer, felicidade, satisfação a longo prazo e auto-estima.

Se o que eu escrevi faz sentido para si, então não só tem permissão para copiar este artigo, como insisto fortemente para que o faça. Partilhe, coloque-o em websites, publique-o em revistas, envie-o em e-mails. Envie-o para alguém que gosta e com quem se preocupa e deseja o melhor.

O seu parceiro de treino está a pensar em tomar drogas? Passe-lhe este artigo. Você é um treinador? Partilhe este artigo com toda a sua equipa. É pai de uma criança envolvida em desportos? Partilhe isto com ela.

Autor: Tom Venuto

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário