Perca gordura com tratamento a laser

É obeso/a ou tem excesso de peso? Ou a balança e as medidas das pregas adiposas indicam que está com uma boa composição corporal, mais ainda tem alguns depósitos de gordura de que adoraria livrar-se?

Há alguns anos atrás, para além de uma dieta e prática de exercício físico, tinha duas opções: cirurgia plástica (lipossucção) ou geles com estimulantes. Agora existe uma terceira opção. Tratamento a laser. De acordo com investigadores da “lousiana State University” isso também funciona.

Os médicos e os terapeutas não sabem bem como funciona, mas o fato de que o laser de baixo nível (LLL) funciona nem sequer é disputado. Ao longo dos anos foi-se acumulando uma boa quantidade de provas clínicas e experimentais que mostram que os tratamentos a laser ajudam as lesões e feridas a curarem-se de forma mais rápida e a reduzir a dor.

Os cirurgiões cosméticos e os terapeutas também começaram recentemente a usar laser de baixo nível para promover a perda localizada de gordura.

Em 2002 investigadores sul-americanos publicaram os resultados de um estudo em que expuseram células adiposas num tubo de teste a radiação laser com um comprimento de onda de 635-680 nanómetros durante bastantes minutos.

Perca gordura com tratamento a laser
O uso generalizado de lasers para remoção do excesso de gordura poderá vir a ser uma realidade num futuro próximo

Dentro de quatro minutos, as células tinham libertado 80% da sua gordura armazenada, e dentro de 6 minutos já tinham libertado 99%.

Os investigadores descobriram que a luz do laser tinha queimado pequenos buracos nas células adiposas, e a gordura saiu das células.

Em 2011 investigadores da Universidade Lousiana State publicaram os resultados de uma experiência que realizaram em 40 voluntários com idades entre os 18 e 65.

Os voluntários eram todos saudáveis, tinham um BMI acima dos 30 e um peso corporal estável.

Os investigadores trataram metade dos voluntários com o “Meridian LAPEX 2000 LipoLaser System”, produzido pela Meridian Medical Technologies, o patrocinador da pesquisa.

Os voluntários receberam 8 tratamentos com a duração de meia hora cada, ao longo de 4 semana, durante as quais os investigadores dirigiram o laser para as camadas de gordura ao redor do abdómem.

O tratamento funcionou. As fotos abaixo dão uma ideia do efeito.

Perca gordura com tratamento a laserApós oito sessões os indivíduos perderam uma média de 2,15 cm da medida da sua cintura, tal como mostra a figura abaixo.

Perca gordura com tratamento a laserOs investigadores temeram que o tratamento de laser matasse as células adiposas. Embora uma redução do número de células adiposas provavelmente não viesse a ser um problema, poderia acontecer que também fossem destruídas células mais importantes.

Os investigadores expuseram células adiposas tratadas e não tratadas ao iodeto de propídio [PI] em tubos de teste. O PI é um corante que se liga às moléculas vitais. Se as células não absorverem o iodeto de propídio é porque estão mortas. A figura abaixo  mostra que ocorreu o mesmo número de mortes de células nas células adiposas que foram expostas à radiação a laser como nas células não tratadas.

Perca gordura com tratamento a laser
jj

Numa outra experiência, os investigadores expuseram células adiposas tratadas e não tratadas ao corante calcein. Quanto maior for a quantidade que se acumular numa célula, melhor a membrana da célula consegue reter os conteúdos da célula.

Porque as células tratadas acumularam menos calceina do que as células não tratadas, os investigadores suspeitam que o laser queimou buracos na membrana da célula, tal como os investigadores sul-americanos descobriram em 2002. Esses buracos provavelmente voltam a fechar-se de forma bastante rápida.

Os investigadores escreveram:

A quantidade de gordura mobilizada com apenas um tratamento de lipolaser, baseado nas mudanças médias de circunferência, é de cerca de 52 gramas.

Se o peso for estável, a gordura mobilizada pelo tratamento de lipolaser irá ser queimada como combustível pelo corpo ou distribuída em depósitos de gordura típicos dessa pessoa.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.