Para além das resoluções do ano novo

Quando você pára para reflectir sobre a última década à medida que avança para uma nova, isso fá-lo  apreciar como a vida é curta, como o tempo é valioso e a rapidez com que o tempo pode passar por si – sem nada de novo para mostrar, se não planear o contrário.

É por isso que na passagem de uma década pode ser visto tanto como um novo começo como um sinal de alerta: Olhando para as maravilhas tecnológicas que nos rodeiam este ano, não posso deixar de pensar que parecem ficção científica.

Na verdade, a tecnologia moderna é uma das razões por que algumas pessoas conseguiram obter uma transformação corporal, enquanto outras falharam.

Eu ainda estou espantado com a web. O sistema de navegação por satélite do meu carro surpreende-me cada vez que conduzo. Posso armazenar uma biblioteca de livros num dispositivo que cabe no meu bolso. Fico admirado com o facto de podermos falar uns com os outros cara a cara ao vivo em vídeo através da Internet. Isto parece retirado directamente do Star Trek! E essas são apenas pequenas coisas do dia-a-dia.

A reportagem de capa de Janeiro da revista National Geographic tem o título de, “A fusão homem-máquina” – é sobre os membros biônicos. A empresa de Richard Branson, da Virgin Galactic revelou a segunda nave e está a preparar o lançamento de voos espaciais sub-orbitais civis.

É a melhor altura para se estar vivo em toda a história da humanidade!

Infelizmente, as conveniências modernas de hoje arrastaram consigo um lado mais obscuro.

A obesidade tem aumentado em paralelo com o avanço da tecnologia. A ligação á cadeira, trabalhos de secretária, computador, carro, elevador, a sociedade de hoje baseada na televisão e internet está a ajudar a tornar milhões de pessoas gordas e preguiçosas.

O nosso modo de vida actual tem menos de um século de idade, mas a nossa biologia não mudou em dezenas de milhares de anos. Os nossos corpos foram projectados para se moverem e para trabalhar, não para se sentarem e clicar.

Nós tornamo-nos mimados. Complacentes. Dependentes. E estamos a pagar um preço por isso. Nós estamos mais gordos do que nunca em toda a história humana. Mais de dois terços dos americanos estão acima do peso. Um terço são obesos.

As pessoas estão a morrer, simplesmente porque estão muito gordas.

Ironicamente, nenhum da nossa nova tecnologia pode resolver os nossos problemas de gordura corporal. Não existe nenhuma maneira fácil. Nenhum comprimido. Nenhuma máquina. Nenhum medicamento. Mais conhecimento não nos vai ajudar. Nós já temos a maioria das respostas. Sabemos mais sobre o corpo humano do que nunca. Mas todo esse conhecimento é académico.

O problema está em fazer. Você tem que fazer o trabalho – no ginásio e na cozinha. O trabalho duro.

Somos uma sociedade de soluções rápidas. Faz parte da natureza humana, mas a tecnologia está-nos a tornar mais impacientes. Nós podemos ter produtos entregues a nós com um clique e até mesmo fazê-lo a partir dos nossos telemóveis. Temos downloads instantâneos, filmes a pedido e podemos conduzir através de lojas de café.

Vamos buscar o nosso alimento feito e entregue em apenas alguns minutos, enquanto estamos sentados nos nossos carros, e ainda não é rápido o suficiente. A internet é muito rápida, mas a maioria das pessoas irá abandonar uma página da web em poucos segundos, se não tiver carregado rapidamente. Isto não é diferente com a perda de gordura. Queremos uns abdominais definidos já para ontem.

Lutar de forma simultânea contra a atracção da natureza humana e a conveniência das novas tecnologias não é tarefa fácil. Mas há uma solução: Orientação Futura

As pessoas mais bem sucedidas no mundo de hoje são aquelas que têm uma perspectiva, uma visão de longo prazo. Elas fazem planos com 5-10 anos de antecedência e não só. Elas sabem aproveitar e viver o momento presente, e também sabem agir e tomar decisões baseadas na sua visão de futuro.

A passagem de uma década faz com que se reveja a si mesmo e às suas realizações, ou a falta dela. “O que concretizei nos últimos 10 anos? Sou uma pessoa melhor hoje do que era em 2000?”

Se você não gostar das respostas, então está na hora de finalmente levar o seu futuro a sério porque os próximos 10 anos vão voar ainda mais rápido do que os últimos 10 anos já que ritmo da vida e da sociedade está-se a tornar ainda mais rápido.

Para ter sucesso na nova década, pense para além das resoluções de ano novo. Pense além do objectivo de 12 semanas para atingir uma boa forma física. Este anos, quando estiver a escrever os seus objectivos, não pare até chegar aos objectivos do 3º mês ou até de um ano.

Projecte-se no futuro, 3, 5 e 10 anos. Para cada ponto, sonho, fantasia, visualize: se o seu corpo, a sua saúde o seu desempenho físico fosse perfeito em todos os sentidos, como iria parecer? Descreva-o com detalhes vívidos.

Com a nossa tendência enraizada para fazermos correcções rápidas, muitas vezes sobrestimamos o que podemos alcançar, a curto prazo e definimos prazos irrealistas para os nossos objectivos a curto prazo. Mas a desvantagem é que, muitas vezes, subestimamos o que podemos alcançar, a longo prazo, então nós colocamos os nossos objectivos de longo prazo a fascia muito baixa. Você dá-se conta que algumas pessoas têm passado da bancarrota a bilionários em 10 anos? Nesta era da internet, alguns têm feito isto de forma ainda mais rápida.

O meu desafio para si este ano, é que você comece a pensar acerca do seu corpo e da sua vida com o mesmo tipo de criatividade que levou aos nossos maiores avanços tecnológicos:

Não tenha os mesmos pensamentos de ontem. Não tenha apenas pensamentos positivos. Não tenha apenas pensamentos mais arrojados. Tenha Novos pensamentos! Pensamentos criativos! Pensamentos incentivadores! A partir de novos pensamentos irão surgir novas metas, novas acções e novas conquistas.

Os seus objectivos de forma física não devem dominar a sua vida, eles devem reforçar todas as outras partes da mesma. Então, aproveite esta oportunidade para atingir o equilíbrio, definindo metas de longo prazo para cada área de sua vida – saúde, fitness finanças, carreira, relacionamentos, experiências, viagens, bens e crescimento espiritual.

A maioria das pessoas não estabeleceu nenhuma meta há 10 anos atrás. Eles estão entre as massas que estão no mesmo lugar e hoje são como eram há uma década atrás.

Algumas pessoas só definem metas a curto prazo, e desta forma atingem alguns objectivos, mas depois param, como se um objectivo fosse um destino final ao invés de uma pedra de piso ao longo de um caminho.

Outras pessoas definem metas, mas não as seguem. Elas esqueceram-se que formular objectivos e atingir objectivos, são duas coisas diferentes.

Não caia nessas armadilhas.

As pessoas comuns fazem resoluções. As pessoas inteligentes definem metas bem formadas. Mas as metas de longo prazo são os objectivos que quase toda a gente se esquece de definir.

Se você não fez este exercício há uma década atrás, faça-o agora. Se fizer isso, eu garanto que em 3 anos, 5 e 10, você não só se encontrará a viver num nível totalmente novo, como irá viver num outro mundo – um criado por si mesmo.

Autor: Tom Venuto

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram