Os utilizadores da glucosamina e condroitina vivem mais tempo

Os nutricionistas e especialistas em alimentos, são da opinião que, metade da população ocidental é doida. Isso é devido ao número de pessoas que tomam suplementos nutricionais, de acordo com inquéritos recentes, afirmam cientistas e meios providenciadores de informação.

De acordo com um estudo americano que foi recentemente publicado no jornal Americano de Nutrição Clínica, o valor dos suplementos nutricionais é questionável. No estudo, os investigadores seguiram 78.000 pessoas com idades entre os 50 e 76 durante um período de 5 anos.

Os investigadores possuíam informação acerca do uso de suplementos por parte dos sujeitos durante os 10 anos anteriores, e calcularam se os suplementos reduziram a mortalidade ou a aumentaram.

A tabela abaixo mostra o efeito de um número separado de vitaminas na mortalidade. Nenhuma das tendências visíveis abaixo é estatisticamente significativa, embora todas as vitaminas pareçam reduzir a mortalidade. A pontuação mais elevada vai para o odiado beta-caroteno. [Se fuma ou trabalha com amianto], é melhor evitar este suplemento.

Tabela 1

No que diz respeito aos minerais, o magnésio é o que pontua melhor. Para os minerais aqui referidos, não se vê nenhuma tendência, embora, de novo, todos pareçam diminuir a mortalidade.

Tabela 2

Existem fortes relações casuais entre a categoria de suplementos que não fazem parte do grupo das vitaminas/minerais. A glucosamina e condroitina, reduzem a mortalidade de forma significativa. O óleo de peixe reduz a mortalidade por uma percentagem quase idêntica, e o gingko biloba também não está longe de ter também um efeito estatisticamente significativo.

O facto de os investigadores terem encontrado uma relação para o uso do gingko é quase um milagre: existe uma quantidade ridícula de suplementos de gingko sub-dosados no mercado.

Tabela 3

Os investigadores desenvolveram uma teoria, baseada na literatura científica, para explicar os possíveis mecanismos por detrás das propriedades de prolongamento da vida por parte da glucosamina e condroitina. Os estudos sugerem que a glucosamina e condroitina protegem os vasos sanguíneos e reduzem as probabilidades de desenvolvimento do cancro dos pulmões e dos intestinos.

Referência

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário