Os probióticos potenciam a produção de testosterona

Existem formas surpreendentemente simples de aumentar os níveis de testosterona e uma delas pode ser através da ingestão de bactérias benéficas, ou seja através da melhoria da flora intestinal, o que também acaba por melhorar a saúde de várias formas.

O efeito imunorregulador da microbioma poderá ajudar a explicar por que motivo cada vez mais estudos mostram que as bactérias desempenham um papel no controlo da produção de hormonas anabólicas que são essenciais para o crescimento muscular e para a recuperação entre os treinos (1, 2, 3).

Num estudo recente, realizado em animais, os investigadores descobriram que, os ratos macho que consumiram bactérias do ácido lático purificadas, purificadas a partir do leite humano, tinham testículos maiores e níveis mais elevados de testosterona em soro, em comparação com o grupo de controlo (4).

E não se tratou de uma diferença pequena, os ratos que ingeriram a bactéria probiótica Lactobacillus reuteri tinham níveis significativamente mais elevados de testosterona em circulação, isso aconteceu independentemente do tipo de dieta consumida.probióticos testosterona

Dadas as propriedades anti-inflamatórias das bactérias benéficas, parece provável que esses efeitos também possam ocorrer nos seres humanos.

Para sermos 100% claros, ninguém está a negar que a genética humana tem um papel importante no fisioculturismo, desportos de força e na maioria dos restantes desportos. No entanto, estamos agora a aprender que a microbioma também desempenha um papel na regulação do ambiente hormonal e inflamatório do corpo humano.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram