Os BCAA´s continuam a ser úteis mesmo se já se usa suplementos de proteína

Os BCAA´s continuam a ser úteis mesmo se já se usa suplementos de proteínaSe perguntar a nutricionistas que não se exercitam, eles provavelmente irão dizer-lhe que os BCAA´s não são úteis para atletas de força.

Dirão que, desde que consuma bastante proteína o valor acrescentado de um punhado de cápsulas de aminoácidos durante os treinos é de zero. Mas nós encontramos um estudo antigo que conta uma história diferente.

O estudo foi publicado em 2000 na revista “Current Therapeutic Research”, e não segue os padrões da Investigação Terapêutica Corrente das revistas e jornais revistos. O artigo não diz em que momento do dia é que os voluntários os suplementos de aminoácidos e de proteína. Durante o dia? Durante uma refeição? Antes do treino? E depois? Nós não sabemos, embora o artigo dê a entender que os indivíduos tomaram os BCAAs durante o treino.

Apesar desta ressalva, ainda vale a pena ler a pesquisa de Carlon Colker  – não só porque os indivíduos que participaram no teste eram atletas de força com bastante experiência, mas também porque o estudo responde a uma pergunta que muitos atletas de força têm colocado: se já uso suplementos de proteína, faz algum sentido tomar BCAAs ou um suplemento semelhante de aminoácidos ácido, durante um treino?

Metade dos indivíduos deste estudo ingeriram diariamente um batido de proteína contendo 30 g de concentrado de whey (soro de leite) e 10 g de isolado de whey [Grupo 1]. A outra metade recebeu um batido idêntico todos os dias, excepto que continha mais 5 g de L-glutamina e 3 g de BCAAs [Grupo 2]. Imediatamente após a ingestão do batido, realizaram os seus treinos, e continuaram esse padrão durante dez semanas.

Tabela 1

Durante as 10 semanas os pesquisadores mediram a força muscular dos seus voluntários, colocando-os a fazer o supino com o seu próprio peso e a prensa de perna com o dobro do seu peso corporal. Os pesquisadores contaram o número de repetições que os voluntários do teste conseguiram realizar.

No final da experiência, os indivíduos do grupo da proteína conseguiram fazer mais 2 repetições no supino, e os voluntários do grupo da proteína + aminoácidos conseguiram fazer mais 8 repetições. Na prensa de pernas, os indivíduos do grupo da proteína foram capazes de executar mais 5 repetições, e os voluntários do outro grupo conseguiram realizar mais 9 repetições.

Tabela 2

Ao final das 10 semanas, a massa corporal magra no grupo de proteína teve um aumento de 500 g, e no grupo de proteína + aminoácidos aumentou em 1,5 kg.

Incluindo a proteína do batido, os voluntários consumiram 2,1 g de proteína por quilo de peso corporal por dia. Nada mau para um atleta de força. No entanto, a suplementação adicional de 3 g de BCAAs e 5 g de glutamina fez toda a diferença.

Dos aminoácidos, parece que os BCAAs podem desempenhar um papel. Existem muitos estudos sobre os efeitos positivos dos BCAAs nos atletas.

Um co-autor do estudo, na época da experiência trabalhava para a Peak Wellness, uma empresa que presta assessoria em matéria de saúde, suplementos, dietas e treino. Colker, o primeiro autor do estudo, entrou para a essa mesma empresa pouco depois da finalização deste estudo.

Referência!

Deixe uma resposta