Os alongamentos não previnem a dor após o exercício

Estudos mostram que o alongamento realizado antes ou após o exercício físico tem pouco ou nenhum efeito sobre a dor muscular entre meio-dia e três dias depois, isto segundo uma equipa de investigadores de Cochrane.

Muitas pessoas realizam alongamentos antes de iniciar o exercício, e algumas alongam-se novamente no final de um período de esforço. O objectivo pode ser para evitar lesões, para promover um maior desempenho, ou para limitar as probabilidades de vir a sentir rigidez e dor muscular nos dias após o exercício.

Dois investigadores propuseram-se a determinar se os alongamentos poderiam reduzir a rigidez muscular. Eles identificaram 10 estudos relevantes, cada um dos quais envolveu entre 10 e 30 pessoas. Nove estudos foram realizados em laboratório e a duração dos alongamento variou entre 40 segundos a 10 minutos.

Os pesquisadores usaram uma escala de 100 pontos para avaliar a rigidez muscular após o exercício. Eles concluíram que os efeitos estimados do alongamento eram extremamente pequenos, com a maioria das estimativas a demonstrar que os alongamentos reduziram a dor em menos de 1 ponto na escala de 100 pontos. O valor do efeito foi semelhante quer o alongamento tenha sido realizado antes ou depois da actividade.

O investigador Robert Herbert da “School of Physiotherapy” da Universidade de Sydney, na Austrália, afirmou:

“Os dados obtidos foram bastante consistentes. A evidência disponível sugere que a realização de alongamentos antes ou após o exercício não impede nem reduz de forma significativa, a dor muscular em adultos jovens e saudáveis.”

No entanto, os pesquisadores, acreditam que há uma necessidade de verificar se os alongamentos podem ter um efeito sobre as pessoas da comunidade que têm níveis reduzidos de flexibilidade.

Fonte!

Avatar

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.