Os alimentos processados têm mais calorias do que indicam

Acontece a muitas, muitas pessoas que tentam perder gordura de forma controlada e ao mesmo tempo manter a massa muscular. Esses indivíduos registam e controlam de forma minuciosa as quantidades exatas que ingerem e asseguram-se de ingerir menos algumas centenas de calorias do que gastam cada dia.

Mas nada acontece. A gordura continua no mesmo sítio. Como é que é isso é possível? A verdade é que os produtores de alimentos têm o hábito de declarar nos seus produtos um número de calorias inferior ao que estes na verdade contêm.

O produtor de filmes Nova-iorquino Casey Neistat  colocou recentemente na web um vídeo curto, com a duração de 5 minutos que toda as pessoas que estão a tentar perder peso deveriam ver e que mancha a reputação da indústria alimentar.

Neistat comprou 5 alimentos que consome com frequência e levou-os a um grupo de investigadores da Universidade de Columbia, que analisaram o número exato de calorias que esses 5 produtos produtos continham.

E surpresa das surpresas, eles continham mais do que os produtores tinham declarado. Se Neistat tivesse ingerido todos os 5 produtos no mesmo dia, ele teria consumidos mais 548 calorias do que a informação que os rótulos dos produtos indicam.

A investigação mostrou que a indústria alimentar mente com frequência acerca do valor calórico dos produtos processados preparados para consumo imediato.

Em 2010, investigadores da Universidade Tufts publicou no Journal of the American Dietetic Association uma análise de 40 alimentos diferentes que compraram em restaurantes e supermercados. (Os restaurantes dos EUA também têm que indicar a quantidade de calorias presentes nos pratos que oferecem).

O número de calorias registadas excedeu quase sempre o número de calorias que os produtores e vendedores anunciaram. A primeira figura abaixo refere-se a produtos vendidos por restaurantes.

O eixo horizontal representa o número de calorias que os restaurantes afirmaram estar presentes nos seus produtos; o eixo vertical representa o número de calorias que os investigadores encontraram.

Onde o valor do eixo vertical for um 0, isso significa que os investigadores encontraram o mesmo número de calorias que os produtores declararam. Onde o valor for +10, os investigadores encontraram mais 10 calorias no produto do que os produtores declararam.

Os alimentos processados têm mais calorias do que indicamOs alimentos processados têm mais calorias do que indicamAs figuras acima mostram os resultados das refeições prontas a comer dos supermercados. Mais uma vez, o número de calorias indicado pelos produtores encontra-se bastante abaixo do número de calorias real. Pode ver mais dados dos produtos analisados na tabela abaixo.Os alimentos processados têm mais calorias do que indicam

Os investigadores confinaram o seu estudo a refeições baixas em calorias. Em principio seria de esperar que esses alimentos indicassem os valores corretos do número de calorias que contêm, mas em média, continham mais 8% de calorias do que as informações nutricionais dos mesmos.

Não temos conhecimento de investigações do género que tenham sido realizadas com produtos alimentares na Europa, mas suspeitamos que a situação não é melhor do que nos Estados unidos.

Por vezes ouvimos falar de culturistas e praticantes de musculação que trabalharam até ao mais mínimo detalhe na quantidade de calorias que ingeriam, e no entanto não perderam peso mesmo apenas dos seus cálculos indicarem que estavam a ingerir menos umas centenas de calorias do que estavam a queimas.

Os culturistas usam com frequência os dados das informações nutricionais presentes nos alimentos, mas a solução para este problema é simples: passe a preparar e a cozinhar você mesmo a maior quantidade possível dos alimentos que ingere, usando ingredientes puros e evite o mais possível os produtos prontos a comer.

A nossa Tabela de Calorias irá indicar-lhe exatamente qual o número de calorias presente em alimentos não processados tais como as batatas, vegetais, fruta, carne, ovos e peixe. Para além disso, também é muito mais saudável seguir uma dieta baseada em alimentos não processados.

Referência!

Avatar

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Comentários fechados.