O treino de musculação torna-o mais definido

Se já está bastante definido, o treino cardiovascular irá torná-lo ainda mais definido, e o que se diz acerca do treino cardiovascular também se aplica ao treino de musculação.

Isso foi o que descobriram cientistas de desporto da Universidade da Carolina.

Ainda nem toda a gente entendeu a mensagem, mas o treino de musculação é uma forma muito eficiente de queimar gordura, porque cada quilo de músculo que desenvolver aumenta o seu metabolismo, mas também funciona a curto prazo. Imediatamente a seguir a uma sessão de treino pesado, você utiliza quantidades elevadas de joules, porque o seu organismo utiliza-a á medida que recupera do treino.

Os investigadores queriam saber se o pico de utilização de energia no período pós treino era afectado pela percentagem de massa adiposa que possuímos. Por isso, fizeram uma experiência com 10 homens cuja percentagem de massa adiposa era de 14%, e 10 homens cuja percentagem de massa adiposa era de 38%. Ambos os grupos realizaram os seguintes exercícios: supino, puxada á frente na polia alta, prensa de pernas, press militar, extensões de pernas e flexões de pernas.

Os observadores observaram que, Imediatamente a seguir ao treino tanto os indivíduos gordos como os magros queimaram a mesma quantidade de gordura por Kg/massa corporal limpa.

Tabela 1

Mas quando os investigadores examinaram a gordura subcutânea dos voluntários após o treino, notaram que as células adiposas dos homens magros libertaram mais glicerol. As gorduras consistem em ácidos gordos ligados ao glicerol. Quanto mais gordura o organismo queimar, maiores serão os níveis de glicerol no sangue.

Tabela 2

Após o treino de musculação, os indivíduos magros queimam os ácidos gordos da gordura subcutânea. Os indivíduos gordos obtêm os ácidos gordos de outros locais – provavelmente do seu tecido muscular.

Os investigadores não encontraram diferenças entre as concentrações de adrenalina e noradrenalina nos voluntários. Estas são as hormonas que induzem as células adiposas a libertarem o seu conteúdo na corrente sanguínea.

Portanto, a adrenalina e noradrenalina não influenciam as diferentes formas a que o tecido adiposo e as pessoas magras reagem ao treino de musculação. No entanto, a hormona de crescimento sim, tem influencia.

Tabela 3

Os investigadores suspeitam que foi o maior pico do nível da hormona de crescimento que causou a diferença.

A gordura nos músculos não é saudável. Por isso, se as pessoas gordas queimarem a gordura muscular através do treino de musculação, irão tornar-se mais saudáveis. As pessoas magras não, até porque já são saudáveis de qualquer forma. Mas as pessoas magras irão desenvolver uma aparência ainda melhor se fizerem treino de musculação.

Referência

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Comentários fechados.