O treino de musculação convencional é mais eficaz que o treino Kaatsu

Kaatsu, o método bizarro de treino japonês, sobre o qual já escrevemos há vários meses, é mais eficaz quando combinado com sessões regulares de treino “normal” de musculação. Ainda mais eficaz do que essa combinação é… o treino de musculação “normal” por si só. Esta é a conclusão de um estudo preocupante realizado pela Universidade de Tóquio, que será publicado no “European Journal of Applied Physiology”.

A publicação descreve uma experiência no qual os investigadores colocaram 40 homens com idades entre os 22 e 32, a fazer musculação durante 6 semanas – ou nada. Aqueles que não fizeram nada, eram o grupo de controlo. [CON] Os homens nunca tinham praticado musculação de forma intensiva.

Os voluntários dos grupos de treino foram ao ginásio três vezes por semana. O primeiro grupo de treino seguiu um programa de treino de musculação convencional, cada sessão consistiu em 3 séries de 10 repetições no supino. O peso utilizado foi de 75 por cento de 1RM. 1RM é o peso com que os homens conseguiam realizar apenas uma repetição no supino. [HI-RT] Os homens descansaram durante dois minutos entre as séries.

Um segundo grupo treinou com o método Kaatsu. Você pode ler aqui, o que isso envolve. Foram colocados cintos em torno da parte superior dos braços dos homens, limitando o suprimento de sangue.

O método de treino Kaatsu é bastante conhecido e usado no Japão.

Os investigadores escreveram:

No primeiro dia de treino, os cintos foram colocados a uma pressão de 100 mmHg. A pressão foi aumentada em 10 mmHg, em cada sessão de formação subsequente até ter sido atingida uma pressão de 160 mmHg. [LI-BFR]

Com o fornecimento de sangue para os braços restringido, os voluntários fizeram primeiro uma série de 30 repetições, seguido por 3 séries de 15 repetições. Descansaram durante 30 segundos entre as séries e realizaram os exercícios a 30 por cento da sua 1RM.

O terceiro grupo treinou duas vezes por semana, usando o método Kaatsu, e uma vez por semana realizaram uma sessão de treino de musculação convencional. [CB RT].

No final das 6 semanas, a 1RM dos voluntários do grupo de treino de força regular aumentou mais. Em segundo lugar ficou o grupo da combinação e em terceiro lugar o grupo Kaatsu. Havia menos diferença nos resultados quando se trata de massa muscular [CSA]. Estatisticamente, não houve nenhuma diferença entre os diferentes tipos de treino.

A partir deste estudo, você poderá concluir que o treino Kaatsu não é uma alternativa atraente para o treino regular para atletas de força saudáveis. No entanto, como os pesos utilizados são tão baixos, o treino Kaatsu é interessante para os atletas que se encontram a recuperar de uma lesão.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário