O factor potenciador de testosterona da geleia real – 2ª Parte

Recentemente, escrevemos acerca de um estudo realizado em animais no Iraque em que a geleia real impulsionou o nível de testosterona. Na década de 1980, investigadores do “New York Medical College” descobriram que a geleia real contém testosterona. Um pouco. Tão pouca que isso não pode explicar os efeitos que os iraquianos verificaram nas suas investigações.

A geleia real é um concentrado que faz com que abelhas rainhas vivam 60 vezes mais tempo que as abelhas comuns. Em quase todas as culturas em que estão presentes as abelhas, quase todos os curandeiros encontraram um uso para esta geleia especial. No Kampo, medicina tradicional chinesa, a geleia real é utilizada para tratar problemas da menopausa. A tradição Kampo inspirou pesquisadores japoneses a investigar se a geleia real pode ser útil contra a osteoporose.

Os pesquisadores retiraram os ovários de ratos fêmea e pararam dessa forma, a produção de estradiol. [OVX] Depois, administraram aos ratos, uma ração durante 7 semanas, que continha 0,5 [RJ1] ou 2 por cento [RJ2] de geleia real. Outros grupos receberam a mesma quantidade de geleia real, mas de uma preparação que tinha sido pré-tratada com uma enzima desintegradora de proteína. [PRJ] O efeito de fortalecimento ósseo do suplemento é muito parecido com o do estradiol sintético.

Tabela 1

Os investigadores japoneses suspeitam que a geleia real contém uma hormona que mantém os ossos fortes. Um hormona que até é bastante conhecida:

Dado que a geleia real contém a hormona masculina testosterona, este agente também pode ser eficaz no tratamento da osteoporose masculina, osteoporose essa que poderia ser induzidas por uma diminuição de andrógenos endógenos.

Em 1984, endocrinologistas do New York Medical College anunciaram que eles tinham de facto encontrado testosterona na geleia real. Mas, como pode ver na tabela abaixo, estamos a falar de nanogramas. Para deixar as coisas claras: um nanograma equivale a um milésimo de miligrama.

Tabela 2

Uma quantidade tão minúscula de hormonas não pode ter os efeitos que lhe são atribuídos nos estudos. Como mostra o gráfico abaixo. Isso mostra a concentração de testosterona em coelhos machos durante o verão.

Tabela 3

A figura é de um estudo recente realizado no Egipto. No Egipto, o coelho é uma importante fonte de carne, mas o clima é muito quente para eles.. O calor faz com que os coelhos machos se tornem estéreis no verão. No artigo, os investigadores, trabalhando em colaboração com a Universidade de Alexandria, descrevem a sua tentativa (que teve sucesso) de aumentar a produção de testosterona e espermatozóides, através da administração de geleia real aos animais .

O que é interessante no estudo do Egipto, é a dose que usaram. Os investigadores deram a seus coelhos super-aquecidos 200, 400 ou 800 mg de geleia real por kg de peso corporal, de forma oral uma vez por semana. A experiência durou seis semanas.

Este material não é interessante. É fascinante: uma substância oral que tem um efeito ergogénico mesmo se o tomar apenas uma vez por semana. Iremos falar mais sobre isto em futuros artigos.

Referência!

Avatar

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.