O extracto de uva, chá verde e L-carnitina formam um stack de emagrecimento eficaz em estudo com animais

Um cocktail de uvas vermelhas e extractos de chá verde combinado com o aminoácido L-carnitina é adicionado às rações mais caras para cães e gatos mais velhos. E não é de estranhar que existam no mercado suplementos de emagrecimento para os seres humanos que também contêm a mistura.

Se é um utilizador desses produtos, pode ficar descansado: de acordo com uma pesquisa realizada na Coreia, que será publicada em breve em “Phytotherapy Research”, eles são eficazes.

O tempo em que os investigadores testavam o efeito de uma única substância nutricional em animais gordos de laboratório, na esperança de encontrar uma que os iria fazer perder peso e torná-los saudável, já passou há muito. Embora os estudos muitas vezes produzam resultados positivos, estes muitas vezes não funcionam para os seres humanos. É por isso que os cientistas estão agora a focar-se no efeito de cocktails, e esta pesquisa coreana é um exemplo disso.

Os sul-coreanos utilizaram três nutrientes conhecidos por serem eficazes individualmente, para ver como funcionam em combinação. A L-Carnitina ajuda a transportar os ácidos gordos para a mitocôndria das células, onde são convertidas em energia. Se  ler os livros didácticos, em teoria, a L-carnitina é tão forte como um suplemento de creatina. Mas na prática não é.

Os extractos de chá verde contém polifenóis como o EGCG. Estes inibem a degradação de hormonas peptídicas como a adrenalina e inibem o crescimento das células adiposas. Os extractos utilizados pelos coreanos continham quase 60 por cento EGCG.

Em experiências realizadas em tubos de ensaio, o Resveratrol, um polifenol presente nas uvas vermelhas, é um inibidor de gordura celular mais eficaz do que o EGCG, mas as enzimas do corpo humano, “prendem” de forma muito rápida, todos os tipos de grupos de açúcar e de enxofre ao resveratrol. E isso pode bloquear o efeito da substância. O extracto de uva que os coreanos utilizado continha cerca de 5 por cento de resveratrol.

Concentrar a ingestão de carboidratos na refeição da noite, resultou numa maior perda de peso, tal como mostra a tabela abaixo. O grupo de controlo perdeu cinco quilos de gordura, e o grupo experimental perdeu sete quilos.

O rácio (em gramas) da mistura de extracto de uva/chá-verde/L-carnitina foi de 1: 0,6: 0,5.

Inicialmente, os coreanos alimentaram os ratos com ração normal para ratos [CD] ou uma ração que continha mais açúcar e gordura [DFH] durante três semanas. Os ratos HFD ganharam peso de forma rápida. Depois, alguns dos animais HFD receberam 300 mg por kg de peso do cocktail durante oito semanas, através de um tubo de alimentação. Outro grupo de ratos recebeu 1200 mg por dia.

O cocktail reduziu em quase metade, o aumento de peso nos ratos engordados, e também inibiu o aumento das reservas de gordura no fígado. As duas doses foram quase igualmente eficazes, mas a dose mais elevada reduziu a concentração do colesterol bom (HDL).

Tabela 1
Tabela 2
Tabela 3
Tabela 4

Os pesquisadores especulam que os componentes do cocktail têm efeitos que se reforçam mutuamente uns aos outros, mas infelizmente eles não mediram o efeito dos componentes de forma individual.

A taxa metabólica dos ratos é cerca de 10 vezes superior à dos humanos. Se dividir as doses utilizadas na experiência por 10, irá obter uma estimativa grosseira, mas ainda assim conservadora da dose que seria adequada para os seres humanos.

O estudo foi patrocinado pelo governo coreano.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.