O efeito anabólico dos filmes eróticos

A visualização de filmes eróticos aumenta a concentração da hormona anabólica testosterona no corpo e diminuiu a da hormona catabólica cortisol.

Isto segundo um estudo em que endocrinologistas escoceses colocaram 8 estudantes do sexo masculino a ver vídeos porno durante vinte minutos. Os investigadores registaram a concentração das hormonas no sangue durante as seis horas seguintes.

Pode ver o efeito dos vídeos nos níveis de testosterona no gráfico abaixo. A linha com os pontos negros representa os voluntários que visualizaram um filme sem conteúdo sexual.

Embora os níveis de testosterona tenham subido após os estudantes terem visualizado porno, o efeito não é muito significativo. O que foi significativo foi a diferença entre os níveis de cortisol dos voluntários que observaram porno e os níveis de cortisol dos voluntários que observaram vídeos menos sugestivos.

Os níveis de cortisol desceram após observarem imagens pornográficas. Os investigadores suspeitam que o mecanismo pode estar associado à prolactina e dopamina. O acto de visualizar porno, provocou a descida dos níveis de prolactina.

Hmm… Veja imagens ou um filme porno, enquanto o nível de testosterona aumenta e o de cortisol sobe, e depois vá treinar. Será que isso iria acelerar os seus progressos?

Alguns cientistas de desporto acreditam que os atletas de força e resistência obtêm melhores desempenhos se tiverem em conta as flutuações hormonais diárias. Ao final da tarde, temos tendência a ter uma quantidade relativamente menor de hormonas catabólicas e maiores de hormonas anabólicas.

Essa seria uma boa razão para treinar ao final da tarde. Outros fatores que podem contribuir para níveis mais elevados de testosterona incluem, dormir o suficiente e uma dieta que contenha a gordura suficiente. O azeite parece ser uma das melhores fontes de gordura para aumentar a produção de testosterona.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram