O culturismo é um desporto?

O culturismo é um desporto? De vez em quando vejo uma discussão num fórum ou um comentário num blog onde alguns críticos afirmam que o culturismo não é um verdadeiro desporto. E não é só isso, mais frequentemente, geralmente verifica-se algum comentário depreciativo ao longo das linhas, “homens oleosos de tanga é um desporto? Vá lá!” Numa recente entrevista sobre o show Fitcast, fizeram-me esta pergunta e eu dei uma resposta (em grande parte) séria.

Pergunta: Tom, têm havido alguns debates em fóruns sobre se o culturismo é realmente um desporto. Qual é a sua resposta às pessoas que dizem que não é um desporto?

RESPOSTA: Eu acho que isso depende da sua definição de desporto. Conheço algumas pessoas que dizem que o poker é um desporto. Eu diria que o poker é um jogo, mas hey, se você quiser chamá-lo de desporto, se você é um fã de poker, então força. É apenas um rótulo.

Dependendo da sua definição, o culturismo pode ou não ser um desporto. Então, chamemos-lhe uma competição se preferir, porque eu acho que ninguém pode argumentar contra isso. Na verdade, muitos de nós que praticamos musculação, usamos muitas vezes esta frase, ” competição de culturismo” com muito mais frequência do que “desporto do culturismo.”

Eu chamo isso um desporto, porque para mim é o meu desporto e penso que se algo tem uma componente física e envolve concorrência, então é um desporto. O culturismo tem isso.

Algumas pessoas dizem: “Isso não é uma definição suficientemente ampla, tem que haver habilidade, tem que haver atleticismo.” Mas quem decide a definição de habilidade ou atleticismo? O Comité Olímpico? Escolas e universidades? Alguma autoridade sábia? Quem tem que decidir? Por que não simplesmente decidirmos por nós mesmos e chamarmos-lhe o que lhe quisermos chamar.

Eu acho que algumas pessoas iriam argumentar contra o culturismo ser um desporto porque dizem que o julgamento é muito subjectivo. Com certeza que existe um grau de subjectividade, mas no culturismo, os critérios de pontuação são muito claros. Não são vagos, como algumas pessoas pensam que é, os critérios são muito específicos e fácil para um profissional julgar, apenas pela visualização do físico.

Às vezes a decisão é próxima, mas como é que isso é assim tão diferente de algo como o mergulho ou a ginástica? Existe um painel de juízes a assistir a um mergulhador a mergulhar ou uma ginasta fazer um exercício no chão, e olha para o placar e vê que nem todos os juízes dão a mesma pontuação pois não?

Se os critérios para a vitória são assim tão rígidos e estritos, porque razão é que nem todos os juízes dão a mesma pontuação? Portanto, também existe subjectividade nesse tipo de desportos.

Eu penso que este é um debate tolo e que nunca vai terminar. Eu considero que o culturismo é uma competição e considero-o um desporto. Para além disso, também considero que o culturismo é uma arte. E é uma arte em mais de um sentido da palavra – porque o processo é uma arte e resultado final é também arte.

Autor: Tom Venuto.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram