O ATP aumenta a força e a massa muscular

O ATP aumenta a força e a massa muscularApesar de ser muito pouco popular e conhecido pelos desportistas, powerlifters e praticantes de musculação, o ATP parece ser mais um suplemento que funciona no sentido de aumentar a força e a massa muscular.

No mínimo, é capaz de lhe aumentar o rendimento durante os treinos.

O que é o ATP?

ATP é a abreviatura de Adenosina-5 trifosfato, e é a principal fonte de energia intracelular para os tecidos corporais.

Toda a contração muscular / produção de força deve-se a esta molécula (adenosina trifosfato). Quando uma molécula de ATP é combinada com água, o último dos três grupos de fosfato separa-se e produz energia.

Esta degradação do ATP para gerar contrações musculares resulta na adenosina difosfato (ADP). As reservas limitadas de ATP têm que ser restabelecidas de forma a poder fornecer combustível para gerar mais trabalho; por isso ocorrem reações químicas que adicionam um grupo fosfato novamente ao ADP, de forma a criar ATP.

Para além disso, o ATP também tem muitas funções extracelulares que são mediadas sobretudo pelos receptores de membrana (purinérgicos P2Y e P2X) que estão presentes em muitos tipos de células.

O ATP também opera como co-transmissor em ambos os sistemas central e periférico do sistema nervoso para realizar modificações locais dos tecidos durante a neuro-transmissão.

Mas será que a ingestão de ATP no seu estado puro proporciona resultados?

O ATP aumenta a força e a massa muscular

Já vários estudos demonstraram a eficiência do ATP no sentido de proporcionar efeitos benéficos no rendimento desportivo.

Por exemplo, uma investigação realizada por Jordan et al demonstrou que a administração de 225 mg por dia de ATP durante 15 dias resultou num aumento do volume total no supino.

ATP
Este suplemento poderá vir a tornar-se mais popular nos próximos tempos.

Ratchmacher et al verificaram que 15 dias de suplementação de 400 mg por dia de ATP aumentou o pico mínimo de torque nas duas séries finais de um teste de dinamômetro.

Este aumento sugere que o ATP ingerido de forma oral pode reduzir a fadiga muscular e permitir a aplicação de mais força durante a realização de exercício de alta intensidade.

Mais recentemente foi realizado um estudo com a duração de 12 semanas e no qual participaram 24 indivíduos com cerca de 23 anos, que já tinham experiência anterior de treino.

E os resultados:

  • Aumento da força: A suplementação com ATP aumentou a força de salto vertical de forma significativa em comparação com o grupo placebo, 15.7% no grupo do ATP em comparação com 11.6% no grupo placebo.
  • Aumento da massa magra: A suplementação com ATP aumentou a massa corporal magra de forma significativa durante o período de 12 semanas de treino. Os voluntários que tomaram ATP ganharam uma média de 4 kg de massa corporal magra, enquanto os voluntários do grupo placebo ganharam cerca de 2 kg.
  • Aumento da espessura dos músculos: Para além disso, a suplementação com ATP resultou num aumento de 9.4% da espessura dos quadríceps em comparação com um aumento de 4.9% no grupo placebo.

Os investigadores concluíram:

Os resultados coletivos de nosso estudo sugerem que a suplementação oral com ATP em combinação com treino de musculação periodizado de alta intensidade, aumenta a massa muscular, força e energia em comparação com um grupo de controlo.

Para além disso, quando confrontados com maiores frequências de treino, o ATP oral pode impedir declínios típicos no desempenho que são característicos do “overeaching”.

Apesar de ser pouco utilizado pelos desportistas e praticantes de musculação, o ATP parece ser um suplemento realmente interessante e funcional para que pretende obter ganhos de força e de massa muscular.

Se está à procura de um suplemento novo para testar, este parece ser o suplemento ideal.

E você, já experimentou este suplemento? Que resultados obteve?

 
Referência!

Avatar

Siga-nos através das redes sociais.

Deixe uma resposta