O ácido alfa lipóico potencia a absorção de creatina

Quem não sabe ou não se recorda de suplementos como o ”Cell Tech” e outros similares que incluem o ácido alfa lipóico na sua constituição, já se questionou acerca do porquê desta prática?

Pois fique sabendo que a intenção é aumentar a absorção de creatina por parte do sistema muscular esquelético.

Em estudos realizados em animais, ficou provado que o ácido alfa lipóico aumenta a absorção de glucose no músculo esquelético, outros estudos também descobriram que a co-ingestão de carboidratos em conjunto com a creatina aumenta a absorção de creatina pelo músculo, através de um processo relacionado com a estimulação da insulina pela disponibilidade de glucose.

O propósito deste estudo era determinar qual o efeito do ácido alfa lipóico na absorção de creatina pelo sistema musculo-esquelético através da medição directa das concentrações intramusculares de creatina, fosfocreatina e adenosina trifosfato quando a creatina é ingerida em combinação com o ácido alfa lipóico.

Foram realizadas biopsias musculares no músculo vasto lateral de 16 jovens voluntários (18-32 anos) antes e depois da intervenção experimental. Depois da biopsia inicial, os voluntários ingeriram 20 gramas por dia de monohidrato de creatina, 20 gramas por dia de monohidrato de creatina + 100 de sacarose, ou 20 gramas por dia de monohidrato de creatina + 100 gramas de sacarose + 1000 mgs de ácido alfa lipóico durante 5 dias.

De notar que neste estudo, os voluntários abstiveram-se de realizar exercício e consumiram a mesma dieta balanceada durante os 7 dias.

Resultados

O peso corporal aumentou em 2.1% a seguir á intervenção nutricional, sem diferenças entre os grupos e houve um aumento significativo da concentração total de creatina após a suplementação com creatina, sendo que foi no grupo que ingeriu o ácido alfa lipóico que obteve o maior aumento (p < .05) dos níveis de fosfocreatina (87.6 à 106.2 mmol por kg de massa magra) e creatina total (137.8 à156.8 mmol por kg de massa magra).

Conclusão

Estes resultados indicam que a co-ingestão de ácido alfa lipóico com a creatina e com uma pequena quantidade de sacarose, pode aumentar ainda mais o conteúdo intramuscular de creatina em comparação com a ingestão de creatina com glucose, ou apenas de creatina.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário