Nova arma na perda de peso – extrato de feijão inibe enzimas digestivas

Nova arma na perda de peso – extrato de feijão inibe enzimas digestivas

Os investigadores do UCLA descobriram um extrato do feijão branco que pode ajudar a impedir que os carboidratos ingeridos sejam degradados em açúcares.

As enzimas digestivas dos nossos organismos, normalmente atuam como uma tesoura, cortam, literalmente, amidos em pequenas moléculas de açúcar. O “Phase 2” impede as enzimas de cortarem, de modo que os amidos permanecem no corpo como fibras longas e passam inalteradas pelo sistema digestivo. Os pacientes dos estudos clínicos que tomaram o “Phase 2” perderam apenas gordura corporal, e não massa muscular magra.

Os americanos estão a engordar. Na verdade, mais de 60 por cento são obesos e 18 milhões têm diabetes tipo 2. É uma epidemia que se está a tornar mais problemática a cada ano que passa. Agora, uma nova descoberta poderia ajudar a desfazer-se desses quilos perigosos e viver uma vida mais saudável.

Pastas … pães … cereais … Nós conhecemo-los bem. E os médicos dizem que são carboidratos como estes que nos estão a fazer engordar.

Steven Rosenblatt, um médico de família em Los Angeles afirmou:

O problema é que os amidos são divididos imediatamente em açúcares. Quando o amido se divide em açúcar, ele permanece na corrente sanguínea, mas acaba por ser armazenado como gordura.

Mas se você não pode suportar a ideia de desistir dos seus alimentos favoritos, há uma nova opção. Os investigadores do UCLA descobriram um extrato do feijão branco que pode ajudar a impedir a a degradação de carboidratos complexos em açúcares simples.

Ao diminuir a quantidade de amido e a quantidade de carboidratos presentes na nossa dieta, podemos permitir que o corpo comece lentamente a queimar a energia armazenada.

Afirma Rosenblatt. Isto com a ajuda do extrato de feijão, conhecido como “Phase 2”, que é vendido em forma de cápsula e é até mesmo adicionada a certos alimentos. Veja como funciona o Phase 2: Uma enzima digestiva no corpo normalmente actua como uma tesoura, corta, literalmente, amidos em açúcares simples. O “Phase 2” impede a enzima de cortar, de modo que o amido permanece no corpo na forma de fibras longas e são rapidamente excretados – tornando assim muito mais fácil a perda de peso e a manutenção de nível normal de açúcar no sangue

Médicos dizem que os pacientes dos estudos clínicos que tomaram o “Phase 2” perderam gordura corporal, e não massa muscular magra. O extrato não é recomendado para mulheres grávidas ou diabéticos, pois o nível de açúcar no sangue poderá atingir níveis demasiado baixos. Uma leve náusea é o único efeito colateral conhecido. Nora Cosgrove lutou contra o seu excesso de peso durante toda a sua vida. Ela admite que, provavelmente seguiu todas as dietas existentes, mas nada funcionou. Mas, quando o médico disse que ela estava em vias de desenvolver diabetes tipo 2, ela experimentou o “Phase 2”.

Depois de três meses, ela perdeu 30 quilos e seis tamanhos do vestido! “Já não me sinto cansada”, “Isso é o principal”, afirmou Cosgrove.

A FDA reconhece o Phase 2, mas os médicos dizem que não é uma pílula milagrosa. Os pacientes ainda precisam prestar atenção ao que comem e praticarem exercício. Mas pelo menos eles não têm que desistir completamente dos carboidratos. Encontra-se disponível ao balcão das ervanárias dos EUA por cerca de US $ 25 por garrafa.

Cientistas da Universidade da Califórnia, Los Angeles, examinaram o efeito do extrato de feijão branco (chamado Phase 2) nos alimentos e níveis de Índice Glicémico (IG). A pesquisa resultou no desenvolvimento de muitos novos produtos para pessoas em dietas especiais de IG, incluindo um tipo novo de pasta. Poderia beneficiar especialmente pacientes com diabetes, que necessitam de monitorizar e controlar os níveis de açúcar no sangue, bem como atletas e pessoas com excesso de peso.

Sobre o estudo: Ensaios clínicos anteriores descobriram que 1 grama de extrato do feijão “Phase 2” afecta os níveis de glicose no sangue, enquanto o novo estudo mostra que 2-3 gramas afeta os níveis de IG. O extrato de feijão branco neutraliza a enzima digestiva necessária para transformar o amido em glicose. Isso retarda a digestão dos amidos e açúcares, o que pode causa um rápido aumento do açúcar no sangue depois de uma refeição. Um estudo anterior da UCLA, descobriu que o Phase 2, reduziu a absorção de amido em 66%.

O índice glicémico: Desenvolvido na década de 1980, o índice glicémico (IG) classifica vários alimentos de acordo com a forma como eles afetam os níveis de açúcar no sangue duas a três horas após a ingestão. Alimentos ricos em gordura ou proteína não elevam muito os níveis, enquanto certos carboidratos são tão facilmente digeridos nos intestinos que os níveis de açúcar no sangue sobem muito rapidamente.

O IG apenas lhe indica a rapidez com que um carbohidrato se transforma em glicose, mas isso não lhe indica a quantidade de carboidratos é estão presentes numa quantidade de um determinado alimento, ou em que percentagem é que estão “disponíveis” os hidratos de carbono, ou seja, aqueles que fornecem energia (amido e açúcar, ao contrário de fibra).

Você tem de compreender ambos para entender completamente como um determinado alimento afeta os níveis de açúcar no sangue. A carga glicémica (CG) mede a última. Um IG de 70 ou mais é elevado; 56-59 é médio, e 55 ou menos é baixo. A GL de 20 ou mais é elevado; 11-19 é médio, e 10 ou menos é baixo.

Como funciona a digestão: Os alimentos e as bebidas devem ser transformados em moléculas mais pequenas de nutrientes para serem absorvido pelo sangue e transportados para as células do corpo. Isso acontece através do processo de digestão. A comida percorre o esófago até o estômago, onde é dissolvido e passa depois para o para o intestino delgado. Os nutrientes digeridos são absorvidos através da parede intestinal, enquanto o restante é expelido como desperdício.

Nota do Editor: Este artigo não pretende fornecer nenhum tipo de aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico.

Fonte! 

Avatar

Siga-nos através das redes sociais.