Megadose de cafeína antes do treino aumenta a testosterona

Jogadores de rugby que receberam uma dose alta de cafeína antes de realizarem um treino de musculação, produziram mais testosterona que o normal durante o treino.

Cientistas de desporto do Instituto de Pesquisa Alimentar e de Horticultura de Nova Zelândia escreveram isto no “International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism.”

Os investigadores utilizaram 24 jogadores profissionais de rugby na sua experiência. Como a cafeína na forma de suplemento demora cerca de uma hora a atingir a concentração máxima no sangue, os investigadores deram aos jogadores comprimidos de cafeína uma hora antes de começarem a treinar musculação.

A dose variou de 200, 400 a 800 miligramas. Uma chávena de café, contem cerca de 100 miligramas de cafeína.

O treino de musculação eleva a produção de testosterona, e as hormonas do stress como a adrenalina – não o cortisol, claro – potenciam este efeito, provavelmente porque activa os segundos mensageiros nos testículos. Os segundos mensageiros são moléculas mensageiras, neste caso, tornam as células Leydig mais sensíveis às hormonas mensageiras como a FSH e LH.

Quando os jogadores realizaram treino de musculação sem cafeína, a sua concentração de testosterona subiu em 15%. Quando tomaram cafeína, o aumento da testosterona foi superior. A dose mais elevada de cafeína – 800 miligramas – levou a um aumento modesto do nível de testosterona, 21%.

Os investigadores não sabem dizer se isto levaria a um desenvolvimento superior de massa muscular. Não é que o efeito seja modesto, mas o impulso da cafeína também causou uma subida dos níveis de cortisol – 52% para sermos exatos.

O rácio de cortisol/testosterona no pós-treino, um marcador para o anabolismo no organismo, foi 14% mais baixo como resultado da toma da cafeína.

Uma dose de 600 mgs de um suplemento como a fosfatidilserina, aumenta a produção de testosterona após o treino aeróbico. Mas terá, provavelmente, de tomar a fosfatidilserina durante algum tempo antes de começar a notar algum efeito. Acontece o mesmo com os suplementos de Zinco e Cálcio.

Realizar exercícios de relaxamento a seguir ao treino, tem um efeito imediato, mas provavelmente tem menos efeito que tomar 800 mgs de cafeína. Prevenir a desidratação, por outro lado, inibe a produção de cortisol durante o treino e tem um efeito imediato. Tal como os carboidratos.

Hmm. Cafeína, água e açúcar.

Será que os atletas de força seriam capazes de obter mais ganhos com uma bebida energética antes do treino?

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.