Mais músculo = maior longevidade

A prática de trabalho físico pesado ou de musculação, não só promove o aumento da força, da massa muscular e uma melhoria da aparência física, como também pode permitir viver durante mais anos e com mais saúde.

Possuir uma maior quantidade de massa muscular aumenta a esperança média de vida. Isto segundo várias investigações científicas, entre as quais se encontra uma realizada por investigadores da David Geffen School of Medicine e que foi publicada no American Journal of Medicine (1).

Anteriormente, os investigadores pensavam que as pessoas idosas com excesso de peso tinham um maior risco de morte do que os indivíduos magros, mas estudos recentes indicam que tanto os idosos obesos como os idosos magros têm maiores probabilidades de morrer.

Cada vez mais epidemiologistas estão a chegar à conclusão que não é o peso corporal que determina o número de anos que vamos viver, mas sim a massa corporal magra, ou por outras palavas, os músculos.

Preethi Srikanthan testou a sua teoria examinando dados de 3695 indivíduos com mais de 55 anos, recolhidos de um inquérito, o National Health and Nutrition Examination Survey III.

Preethi Srikanthan seguiu os participantes do período de 1989-1994 até 2004. Quando o estudo teve início, os homens tinham mais de 55 anos e as mulheres mais de 65 anos. Srikanthan registou os participantes que morreram durante esse período de 10-16 anos.

Através de vários cálculos, Srikanthan encontrou uma relação entre a quantidade de massa muscular e o risco de morte. Os participantes que possuíam mais massa muscular, tinham menos 20% de probabilidade de morte do que os participantes com pouca massa muscular.

Srikanthan não conseguiu identificar o mecanismo através do qual o aumento da massa muscular aumenta as nossas probabilidades de sobrevivência. Pode ser que uma maior quantidade de massa muscular proteja contra níveis elevados de glucose, ou pode ser que diminua a quantidade de gordura perigosa (visceral) do corpo, ou talvez os músculos produzam substâncias protetoras.

Mas numa entrevista que deu recentemente, ele deixou uma dica:

Levante-se e comece a mexer-se.

Maior proteção contra o cancrocancro

Embora na sua investigação, Srikanthan não o tenha referido, outro mecanismo através do qual o aumento da massa muscular pode promover uma maior longevidade, é através de uma diminuição do risco de vir a sofrer de cancro.

Aumente a sua força e a sua massa muscular, e também irá ficar mais protegido contra o cancro. Isto segundo um estudo realizado na University of South Carolina e que foi publicado em Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention (2).

Os investigadores estudaram cerca de 10 mil homens que participaram numa experiência na Cooper Clinic em Dallas, entre os anos 80 e 2003. Verificou-se que os homens que conseguiam levantar cargas mais elevadas nos exercícios supino e leg press, tinham menores probabilidades de virem a morrer de cancro.

Esses investigadores, que publicaram os resultados do seu estudo em 2008, chegaram mesmo a afirmar que os homens mais fortes vivem mais tempo e que a força muscular exerce um efeito protetor contra o cancro.

Para além disso, também verificaram que uma maior força muscular reduz as probabilidades de vir a desenvolver uma forma fatal de cancro, independentemente do seu peso corporal.

Conclusão

Note que os estudos acima não foram os únicos que chegaram à conclusão de que um maior nível de força e de massa muscular pode promover uma maior longevidade.

Num outro estudo, publicado em 2012, também realizado com voluntários idosos, os investigadores verificaram que aqueles que tinham uma maior quantidade de massa muscular, tinham um risco mais reduzido do risco de morte e concluíram (3):

A massa muscular magra está estreitamente relacionada com a sobrevivência em indivíduos idosos.

Também vale a pena recordar que a prática de musculação e o aumento da força e massa muscular que daí pode advir, também proporciona outros benefícios para a saúde e ajuda a proteger contra a osteoporose (4) e a sarcopénia, a perda de massa muscular que ocorre de forma natural com o passar dos anos, e contra as suas complicações inerentes.

Portanto, aqui tem mais um excelente motivo para iniciar ou continuar a praticar musculação. Com a prática de exercício, é muito provável que vá poder viver mais anos e com maior qualidade de vida do que se optar por um estilo de vida sedentário.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram