O extracto de “Heteropterys aphrodisiaca” fortalece os tendões

Nas terras das savanas (Cerrados) do Brasil, cresce uma planta chamada Heteropterys aphrodisiaca. Os curandeiros tradicionais têm vindo a usá-la desde à centenas de anos contra a fadiga e para fortalecer os músculos e ossos.

Biólogos da Universidade Estadual de Campinas descobriram que os extractos desta planta podem fortalecer os tendões dos atletas.

Os investigadores publicaram recentemente os resultados de um estudo realizado em animais em “BMC Complementary and Alternative Medicine”. Eles começaram por ensinar ratos machos a correr num tapete rolante. Isso demorou três semanas, após as quais começou a verdadeira experiência.

Metade dos ratos treinados receberam 0,5 ml de um extracto de “Heteropterys aphrodisiaca” todos os dias, e correram cinco dias por semana no tapete rolante. A outra metade não recebeu nada. Os investigadores aumentaram a carga de forma gradual durante as oito semanas da experiência.

Abaixo pode ver a forma como os investigadores produziram o extracto:

As raízes de “Heteropterys aphrodisiaca” foram recolhidas em Fevereiro de 2007, em Mato Grosso, Brasil. As espécies foram identificadas por comparação ao Herbarium da Universidade Federal de Mato Grosso, Brasil (número 23928). As raízes foram secas à temperatura ambiente, esmagadas e pulverizadas com recurso a um morteiro.

A infusão foi preparada rotineiramente pela adição de 100 ml de água a ferver sobre 25 gramas de raízes em pó e depois manteve-se a mistura durante 4 horas, após o qual foi filtrada usando um filtro de papel. A medida foi uma infusão de 68.66 mg de extracto seco (6.866% w/v) e uma medida de 6.832% (w/w) em termos de peso cru inicial seco de material da planta.

Os investigadores também tinham um grupo de ratos de controlo, que não treinou. Metade dos ratos sedentários receberam um extracto de “Heteropterys aphrodisiaca” durante oito semanas, a outra metade não recebeu o extracto.

No final da experiência de 8-11 semanas, os investigadores examinaram o tendão de Aquiles dos animais de laboratório. Eles notaram que os tendões dos animais que tinham corrido e receberam “Heteropterys aphrodisiaca” tinham-se tornado mais fortes.

Os seus tendões também continham níveis elevados de hidroxiprolina, um marcador para a produção de colagénio. O colagénio é a proteína base a partir do qual são constituídos os tendões.

Carga máxima
Miligramas de Hidroxypoline por grama de tecido

Os investigadores não sabem exactamente como funciona o suplemento. Eles analisaram a actividade da enzima metaloproteinase de matriz-2 e -9, mas os resultados não foram conclusivos.

Os investigadores brasileiros concluíram:

A “Heteropterys aphrodisiaca” é uma potencial ajuda para optimizar a remodelação dos tendões em atletas, onde a disparidade do mais rápido ajuste fisiológico muscular em relação ao tendão, conduz muitas vezes a lesões, pois os tendões podem não resistir ao aumento da tensão produzida pelos músculos mais fortes.

Referência! 

Deixe uma resposta