Duplique os seus músculos para o resto da vida com a folistatina

Estamos a falar de uma substância que ainda se encontra em fase de pesquisa, que os investigadores da Universidade do estado do Ohio estão a desenvolver.

Uma simples injecção irá transformá-lo num hulk do tipo de Markus Ruhl para o resto da vida.

O super esteróide em questão não é uma hormona, é vírus comum da constipação ao qual os investigadores fizeram alguns ajustes. Os vírus invadem as células e libertam os seus genes nelas. Depois a célula obedece às instruções dos genes do vírus, e produz proteínas de acordo com a programação do vírus. As proteínas formadas são a base de construção de novos vírus.

Os investigadores conseguiram colocar os seus vírus a “programar” as células musculares de forma a produzirem proteínas que desactivam a proteína da miostatina. A miostatina é uma proteína que as células produzem para impedir que a massa muscular se desenvolva em excesso.

Os investigadores não estão a tentar desenvolver ajudas ergogénicas ou químicos para doping. Estão sim, à procura de uma cura para a distrofia muscular. No seu estudo, que foi publicado na prestigiosa “PNAS”, testaram três genes inibidores da miostatina. O gene para o crescimento e factor de diferenciação associado á proteína-1 de soro (GASP-1), gene relacionado com a folistatina (FLRG) e o gene para a follistatina-344 (FS).

Existem vários tipos de folistatina e todos têm funções diferentes. Tanto quanto sabemos, apenas a folistatina-344 é activa no tecido muscular.

Aos ratos utilizados na experiência, foi-lhes administrada uma injecção quanto tinham 4 semanas de idade. As fotos abaixo mostram a sua musculatura 2 anos mais tarde. A sigla AAV1 representa o adenovírus que os investigadores usaram. E a AAVI-GFP representa o grupo de controlo.

Imagem 1

A injecção com o gene para a folistatina-344, foi o mais eficiente. Isso torna-se claro se observar a figura abaixo. Que mostra o peso do rato 2 anos antes da injecção.

Massa corporal

Mas o mais interessante de tudo, é o gráfico abaixo, que mostra que a força do rato desenvolveu-se ao longo da sua vida. O rato do grupo de controlo – a curva verde – vai enfraquecendo ao longo da sua vida. Mas os ratos que receberam a injecção com AAV1-FS –  a curva vermelha – continuaram a desenvolver força.

Força de agarre dos ratos

Os investigadores obtiveram o mesmo sucesso quando injectaram os vírus em ratos com doenças musculares congénitas. Os investigadores afirmaram que: “A potente capacidade do FS proporcionar grandes melhorias funcionais a longo termo aos músculos distróficos de animais envelhecidos, garante a sua consideração em termos de desenvolvimento clínico para tratar doenças músculo-esqueléticas, incluindo pacientes idosos”.

Daqui por alguns anos, as doenças musculares farão parte do passado. E todos os ginásios irão á falência.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário