Dormir o suficiente proporciona melhores resultados na dieta

Dormir o suficiente proporciona melhores resultados na dietaA sua percentagem de gordura corporal é demasiado alta; você reduz a sua ingestão calórica e tem esperança e reza para reter massa muscular e perder a maior quantidade de gordura possível.

De acordo com investigadores da Universidade de Chicago, o sucesso desta estratégia depende do número de horas que dorme por dia.

A ligação entre a obesidade e o sono não é recente. Estudos epidemiológicos mostraram que as pessoas que dormem pouco ganham peso duas vezes mais rápido do que as pessoas que dormem oito horas por noite e pequenos estudos mostraram que por cada hora adicional que dormir num período de 24 horas, a sua percentagem de gordura irá ser três por cento inferior.

A falta de sono estimula o apetite. Não dormir o suficiente diminui os níveis de hormonas supressoras do apetite como a leptina e estimula a produção de hormonas estimuladoras do apetite como a grelina.

Não subestime o efeito da falta de sono no dispêndio energético. Em 2010, investigadores franceses publicaram os resultados de uma experiência em que deixaram estudantes dormir num laboratório durante cerca de 4 horas por noite.

Em resultado da falta de sono, os estudantes ingeriram de forma espontânea mais 560 kcal do que teriam ingerido após terem dormido oito horas por noite. Isso querer dizer que os estudantes poderiam ter ganho 1 kg de gordura em menos de duas semanas.

A investigação de Chicago mostrou que não é apenas um apetite grande pouco saudável que afeta as pessoas com uma deficiência de sono. Os investigadores fizeram uma pequena experiência com dez adultos com um ligeiro excesso de peso. Os voluntários seguiram a dieta duas vezes num laboratório em que os investigadores podiam controlar a quantidade que os voluntários comiam.

Os investigadores descobriram que, no final de cada um dos períodos de 2 semanas, os voluntários tinham perdido a mesma quantidade de peso. Mas houve diferenças estatisticamente significativas no efeito da composição corporal dos voluntários. Quando os voluntários puderam dormir durante 5.5 horas, eles perderam menos 55% de massa adiposa e mais 60% de massa corporal magra.

A combinação da dieta de redução calórica e demasiado pouco sono [TIB-5.5h] aumentou os níveis da hormona do apetite grelina e diminuiu os níveis da hormona peptídica nor-epinefrina.

O último efeito pode explicar a figura acima. O quociente respiratório [RQ] é mais elevado nos voluntários que dormiram pouco [círculos negros] do que quando dormiram o suficiente [círculos abertos]. Isso significa que um défice de sono reduz a quantidade de gordura que o corpo queima.

Os investigadores escreveram:

Estes resultados sublinham a importância do sono humano para a manutenção da massa corporal livre de gordura durante períodos de ingestão calórica reduzida e aumenta a possibilidade de que o sono insuficiente possa comprometer múltiplos fatores que contribuem para a eficácia e aderência a estratégias dietéticas de restrição energética para a redução do risco metabólico.

Referência!

Avatar

Siga-nos através das redes sociais.

Deixe uma resposta