Dipéptidos do hidrolisado de soro de leite são potenciadores de glicose

As bebidas energéticas e preparações pós-treino, provavelmente funcionam melhor quando contêm os péptidos do soro de leite que a empresa japonesa Meiji Seika tem vindo a estudar: duas cadeias de BCAA´s provenientes do hidrolisado de soro de leite, que estimulam as células musculares absorverem mais glicose.

O hidrolisado de soro de leite contém proteínas altamente fragmentadas. Quanto menor o fragmento, o mais rapidamente o corpo será capaz de as absorver. No intestino delgado, existem proteínas de transporte que podem absorver as cadeias de dois e três aminoácidos: di e tri-péptidos.

As mesmas proteínas de transporte são encontradas em muitos outros tipos de células, de modo que os péptidos podem penetrar na maioria dos tecidos – incluindo os músculos.

Vários estudos mostram que os aminoácidos ramificados (valina, leucina e isoleucina) melhoram a absorção da glicose pelas células musculares. Será que os péptidos de BCAA´s fazem o mesmo?

Para responder a esta questão, os investigadores fizeram experiências com células musculares em tubo de ensaio, utilizaram fibras e tecidos musculares de ratos.

Os investigadores usaram enzimas para dividir as proteínas do soro em dipéptidos e, em seguida separam-nos em fracções. Quando eles introduziram os péptidos de BCAAs nos tubos de ensaio com as fibras musculares, juntamente com a glicose, verificaram que todos os dipeptídos aumentaram a captação de glicose.

Tabela 1

O dipéptido mais comum presente no hidrolisado de soro de leite, é a isoleucina-leucina, por isso os pesquisadores continuaram as suas experiências com este dipéptido. Quando os pesquisadores adicionaram a isoleucina-leucina a uma solução de glicose, viram que o tecido muscular completo também absorveu mais glicose.

Tabela 2
Tabela 3

Os investigadores repetiram a experiência, mas acrescentaram o composto LY294002 ao tubo de ensaio. O LY294002 inibe a P13 quinase, uma enzima que transfere os sinais dos receptores de insulina e IGF-1 para as células.

O composto, neutralizou o efeito do dipéptido. Isso, de acordo com os pesquisadores, significa que o dipéptido imita e potencia o efeito da insulina.

Os japoneses publicaram recentemente mais dados acerca do potencial do soro de leite hidrolisado para aumentar a captação de glicose pelas células musculares. Nós por cá, iremos escrever mais sobre esses estudos em breve.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário