Controvérsias da proteína – Acidose metabólica

Relacionado com o tema da proteína dietética e da saúde óssea, está um conceito referido como excreção renal ácida líquida.

Quando os alimentos são consumidos, eles têm o potencial de produzir um efeito global acídico ou alcalino, com o qual o corpo, principalmente os rins, tem que lidar.

A excreção renal ácida líquida refere-se à quantidade total de ácido produzido que os rins têm que processar.

De uma forma simples, os alimentos ricos em proteína tendem a aumentar a carga ácida renal, tal como o faz uma elevada ingestão de sódio em relação à ingestão de potássio.

Em contraste, as frutas e vegetais, em combinação com os alimentos ricos em potássio, tendem a diminuir esta excreção renal ácida líquida e têm um efeito alcalinizante no organismo.

Com um excesso de alimentos formadores de ácido numa dieta relativamente ao número de alimentos produtores de base, pode ocorrer uma acidose metabólica.

Pensa-se que a dieta moderna, que inclui uma grande quantidade de proteína animal e uma elevada ingestão de sódio, juntamente com uma baixa ingestão de frutas, vegetais e potássio, gera uma acidose metabólica sub-clínica (1).

Até mesmo um pequeno aumento do nível de acidose metabólica do corpo pode ter um número de efeitos negativos para a saúde, os quais também implicam mudanças dos níveis de hormonas importantes para os atletas (2).

Controvérsias da proteína – Acidose metabólica
A melhor forma de evitar a acidose metabólica é aumentando a ingestão de frutas e vegetais.

Assegurar a ingestão suficiente de alimentos básicos (frutas e vegetais) para balançar o ácido formado por uma ingestão elevada de proteína, é uma das chaves para evitar esse problema.

Tanto do ponto de vista da saúde óssea como de desempenho atlético, qualquer atleta que esteja a seguir uma dieta rica em proteína desse assegurar a ingestão suficiente de outros alimentos, incluindo uma grande quantidade de frutas e vegetais para compensar quaisquer efeitos negativos (3).

Usar um sal de potássio ou sal de mistura de sódio/potássio para assegurar uma ingestão adequada de potássio para compensar os elevados níveis de sódio na dieta moderna também não é uma má ideia.

Como comentário final relacionado com este tema, foi sugerido que o impacto da dieta no equilíbrio ácido do corpo pode ter um impacto no desempenho físico.

Por exemplo, já foi bem estabelecido que as dietas pobres em carboidratos têm tendência a diminuir a capacidade do corpo neutralizar o ácido produzido durante o exercício de alta intensidade.

Isto prejudica a performance física durante esse tipo de eventos. Foi proposto que uma redução da ingestão de proteína e um aumento da ingestão de carboidratos durante 3-5 dias antes de um evento importante, pode aumentar o rendimento desportivo em eventos que duram 3-7 minutos (4).

Leia também os restantes artigos desta série:

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram