Conheça o exercício supino declinado com agarre junto

Como criaturas de hábito que nós seres humanos somos, temos tendência a realizar os mesmos rituais, mesmo que não nos demos conta disso.

Quem não realiza sempre os mesmos hábitos ao acordar ou frequenta um restaurante favorito, e pede sempre o mesmo prato?

Bem, os seus treinos também podem entrar em piloto automático, Pense no supino com agarre junto e irá automaticamente dirigir-se ao banco de supino plano.

Mas não desta vez. Neste artigo irá ficar a conhecer uma variação do supino com agarre junto, que muito provavelmente desconhecia e que poderá muito bem aumentar a intensidade e a eficácia deste exercício, de forma a poder trabalhar os tríceps de forma ainda mais eficiente..

Apresentamos-lhe o supino declinado com agarre junto. Isso mesmo, declinado. Se tem dificuldade em concentrar-se ou em sentir o tríceps braquial durante a execução do supino com agarre junto em banco plano, tem mesmo que experimentar esta versão, que poderá supor uma diferença do dia para a noite na forma como os tríceps são trabalhados.

Técnica

  • Coloque-se num banco declinado e agarre a barra com um agarre à largura dos ombros e em pronação (com as palmas das mãos a apontar para cima
  • Empurre a barra para cima até bloquear os cotovelos.
  • Desça a barra de forma lenta até tocar na parte inferior do peitoral
  • Mantenha os cotovelos sempre juntos ao tronco ao longo de todo o movimento

Veja a imagem abaixo para ter uma ideia mais clara:

Conheça o exercício supino declinado com agarre junto

Nota: De forma a poder retirar o máximo partido deste exercício é recomendável que realize este movimento da forma mais controlada possível, demorando 3 a 4 segundos a descer o peso e entre 1 a 2 a segundos a subi-lo.

Considerações finais

Também é perfeitamente possível realizar este exercício com halteres, mas desta vez com um tipo de agarre neutro ou tipo martelo, pois ao utilizar qualquer outro tipo de agarre, não irá conseguir realizar o movimento em toda a sua amplitude. Realizar esta variação com halteres também poderá ser menos stressante para a articulação dos cotovelos, ideal para os que têm problemas nessas articulações.

Uma vez que se trata de um exercício composto “pesado”, que envolve várias articulações, o mais indicado será realizar este exercício no início do seu treino de tríceps, seguido por um ou mias exercícios de isolamento como puxada de tríceps.

Por vezes, uma ligeira modificação pode tornar um bom exercício ainda melhor, e acredito que este é o caso. Aproveite estes novos conhecimentos e experimente já esta variação no seu próximo treino de tríceps.

Depois não se esqueça de nos deixar a sua opinião nos comentários. Bons treinos!  ; )

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário