Conheça o método de treino Um-e-Meio

Conheça mais uma técnica de alta intensidade para aplicar nos seus grupos musculares mais atrasados e/ou resistentes aos ataques dos seus treinos de musculação.

Como funciona o método Um-e-Meio

Este método, também conhecida como “One-and-a-Half” implica completar uma repetição completa, em toda a extensão do movimento, seguida por meia repetição, depois alterna entre repetições completas e meias repetições até terminar a série.

Tomemos como exemplo o curl de bíceps com barra. Por cada repetição completa que realizar, realize uma meia repetição, depois repita.

Veja a imagem abaixo para ter uma ideia de como funciona o método:Conheça o método de treino Um-e-Meio

Dicas de treino para aplicar o método Um-e-Meio

Quando estiver a usar este método, assegure-se de que as meias repetições são realizadas de forma muito estrita e lenta. Mantenha o peso por um momento no ponto mais extremo do movimento, depois baixe-o completamente de forma lenta, sempre com o máximo controlo possível.

Tomemos como exemplo o curl de bíceps com barra. realize uma repetição em toda a extensão completa do movimento, a seguir realize uma meia repetição, seguida por uma repetição completa. Repita até terminar a série.

Conclusão

O método “Um-e-Meio” é mais uma forma de aplicar uma nova forma de intensidade nos músculos a serem treinados. Pode ser aplicado numa vasta variedade de exercício, no entanto, é necessário assegurar-se de que a componente de meia repetição do exercício é executada com uma forma estrita e lenta, de forma a poder receber os seus benefícios.

Este método é o ideal para aplicar num grupo muscular atrasado e/ou num músculo que tem dificuldade em “sentir” ou concentrar-se durante os exercícios. Desta forma, irá obrigatoriamente ter que se concentrar mais nesse grupo muscular.

Experimente esta técnica em alguns dos seus exercícios favoritos para adicionar um estímulo extra, ou simplesmente para adicionar alguma variedade a um treino que se tornou monótono.

Nota: Esta é uma técnica de treino de alta intensidade, e que implica um maior desgaste corporal. Deverá ter isso em conta ao estruturar o seu treino e utilizar o método de forma esporádica. A capacidade de recuperação varia imenso de pessoa para pessoa, mas regra geral, seria boa ideia não aplicar este método em mais que 2 exercícios por semana.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.