Como voltar a treinar apos uma lesão

Tal como acontece com os indivíduos que praticam outras modalidades desportivas, e mesmo entre os indivíduos sedentários, aqueles que praticam musculação também estão sujeitos ao aparecimento de lesões.

Seja devido ao uso de cargas excessivas, técnica deficiente ou por simples azar, a lesão pode aparecer em qualquer altura e quando menos se espera.

Como voltar a treinar após ter sofrido uma lesão

Publicamos há pouco tempo um artigo sobre como “Como voltar a treinar após uma paragem”, mas quando se trata de voltar a treinar após uma lesão, as coisas mudam um pouco.

Embora o que foi referido no artigo anterior de uma forma geral ainda se aplique, neste caso há mais aspetos a ter em conta. A pergunta mais importante aqui é: A lesão já está realmente curada?

A maioria das pessoas tentam regressar aos treinos demasiado cedo, antes da lesão estar completamente curada e muitas vezes voltam a ter a mesma lesão ou agravam a já existente que ainda não estava completamente curada, perdendo assim mais tempo precioso de treino.

O melhor é seguir sempre esta linha de pensamento:

Espere até pensar que a lesão está curada, depois espere outra semana.

Algumas sugestões

Existem duas sugestões principais que todos deveriam seguir em relação a este tema.

  • A primeira é que os atletas e praticantes de desportos em geral, pensam sempre que já estão curados quando na realidade ainda não estão.

Eles convencem-se a si próprios de que aquilo que é na verdade dor na articulação é apenas um pouco de rigidez e regressam aos treinos demasiado cedo.

  • A outra é mais prática. Você perde menos tempo ao esperar mais tempo inicialmente. Digamos que se lesiona e que perde 2 semanas de treino em recuperação. Mas precisa mesmo da terceira semana.

Por isso, se tivesse seguido a regra, no total teria perdido 3 semanas de treino, antes de voltar a realizar atividades físicas e a ser capaz de treina de forma eficiente, uma vez que a lesão ficou realmente curada.

lesão ombro
É recomendável descansar a parte corporal mais uma semana após se sentir recuperado.

Mas digamos que em vez de esperar essa semana, você volta ao ginásio e lesiona-se novamente.

Agora irá perder mais 2 semanas para se recuperar da lesão, mais a semana extra; isto é, assumindo que você agravou a lesão ainda mais, o que poderia obrigar a um período de recuperação ainda maior.

Por isso, ao não esperar a terceira semana inicialmente, na verdade perde 5 semanas (as 2 semanas originais + 2 ou mais semanas devido ao reaparecimento da lesão + a semana que teria tirado).

Por mais frustrante que possa ser, ser paciente a curto prazo, proporciona mais benefícios a longo prazo.

Mas há mais, quando você regressa aos treinos após uma lesão, é crucial que só faça uma série de apenas um exercício que trabalhe a área lesionada. Por isso, digamos que teve uma lesão no ombro que exigiu 4 semanas de recuperação para curar.

Quando você regressar aos treinos, se fizer 1 ou mais séries de supino, desenvolvimento com barra, remada, e puxada de dorsais na polia alta e o ombro doer no dia a seguir, você não irá saber qual foi o movimento que originou o problema. Se realizar várias séries, não irá saber se foi determinado exercício ou se foi o volume de treino que provocou o problema ou o que tem que modificar.

Mas se realizar apenas uma série de supino e o seu ombro não doer no dia a seguir, irá ficar a saber que pode fazer uma série de supino sem problemas.

Se no próximo treino adicionar apenas uma série de desenvolvimento com barra e o ombro doer, irá ficar a saber que para já não pode realizar o desenvolvimento com barra. Por isso na próxima experimenta o exercício remada vertical e depois outros exercícios.

O que acontece é que, também é necessário descobrir qual foi o culpado, ou por outras palavras, o que foi que originou a lesão atual, de forma a impedir que volte a acontecer ou a agravar a lesão atual.

Sim, este processo demora mais tempo e certas lesões são mais ou menos problemáticas devido à sua localização (as lesões nos ombros são sempre complicadas porque muitos movimentos envolvem esta articulação). Para além disso, quando se regressa aos treinos depois de uma lesão, muitas vezes é necessário voltar a treinar músculos que possam ter ficado mais inibidos.

Conclusão

Depois de regressar aos treinos, é melhor começar com calma e com pesos mais leves, dando a si mesmo algumas semanas de treinos mais leves antes de voltar a treinar ao nível anterior à lesão.

A menos que seja um atleta competitivo com um período de tempo estrito e sujeito a pressão para desempenhar níveis elevados de rendimento desportivo, não irá ganhar nada em arriscar-se a regressar aos treinos antes de estar realmente completamente recuperado, e é provável que essa atitude provoque o reaparecimento e até agravamento da lesão existente.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.