Como eliminar a celulite

Muitas pessoas têm a impressão de que a celulite é algo completamente diferente da habitual gordura e que exige algum tipo de intervenção especial ou extrema para se livrar dela.A verdade é que a celulite é simplesmente gordura corporal normal que possui uma aparência irregular, ondeada, ou “casca de laranja” devido à presença de fios do tecido conjuntivo (septos) nos depósitos de gordura.

Como a celulite é fisiologicamente semelhante a toda a restante gordura do corpo, a boa notícia é que, sim, eliminar a gordura excessiva, vai fazer com que se livre da celulite, da mesma forma que vai remover gordura de outras partes do corpo – através da nutrição e exercício! Cremes e loções que se aplicam na sua pele não são a solução e não podem remover a celulite (gordura corporal).

Um estudo frequentemente citado foi publicado no “Journal of Obesity” demonstrou uma diminuição na circunferência da cintura a partir do uso de um “creme anti-celulite”, que continha aminofilina. A parte irónica do estudo é que os pesquisadores só mediram a circunferência – nem sequer calcularam a percentagem de gordura corporal!

A conclusão lógica a ser feita a partir destes resultados é que a aminofilina pode retirar água para o exterior das célula de gordura ou para o interior da sua pele, fazendo com que perca medida e ainda que temporariamente, suavizar o aspecto “esburacado” da celulite. No entanto, não há prova alguma de que eles removem a gordura.

Outro ingrediente muitas vezes apontado como queimador de celulite é a Yohimbina, que é extraída a partir da casca de uma árvore africana. Fala-se muito acerca de como a gordura dos indivíduos com uma percentagem baixa de gordura corporal (e celulite) possuem menos receptores 1e mais receptores alfa 2. A gordura ocorre em primeiro lugar e de forma mais rápida nas células com uma grande quantidade de receptores beta 2, enquanto as células com muitos receptores alfa 2 bloqueiam a enzima lipase na célula e aceleram a formação de triglicerídeos.

Então – a teoria – de tudo que você precisa é de um antagonista do receptor alfa 2 para se livrar da celulite e gordura corporal mais difícil de eliminar. Como um antagonista alfa 2, a yoimbina foi anunciado como sendo um comprimido mágico. No entanto, as células de gordura não possuem uma circulação sanguínea muito boa, e a yoimbina oral causava inúmeros efeitos colaterais, por isso os comprimidos não obtiveram sucesso, como se pensava inicialmente.

Isto levou ao desenvolvimento de cremes de yoimbina, que soam muito bem na teoria, mas que têm uma série de problemas. O primeiro é o facto de que a yoimbina, o alcalóide activo na yohimba, é um medicamento de prescrição.

Se você adquirir a yohimba de uma loja de alimentos saudáveis ou ervanária, não terá nenhuma maneira de saber a quantidade do componente activo do alcalóide yombina que está presente no produto. Muitos consumidores estão confusos entre a yohimba (a planta) e a yoimbina HCL (o fármaco).

No livro “The New Nutrition”, o Dr. Michael Colgan, comentou:

Não é possível remover uma molécula de gordura com cremes ou loções aplicadas por cima da pele, a menos que contenham uma droga que penetre na derme de forma a alcançar a gordura por debaixo.

Todas as drogas que penetram a pele com alguma eficácia são substâncias controladas sujeitas a prescrição médica. E sendo assim, não podem ser usadas em cosméticos de venda livre.

Em segundo lugar, assumindo que você sabe que está agora no reino do uso de drogas, tem que ter um sistema de libertação transdérmica que realmente introduza a droga no seu organismo. É sabido que os pensos transdérmicos (patches) podem introduzir drogas através da pele (como uma alternativa às injecções ou comprimidos), incluindo a escopolamina para o enjoo, a nicotina para deixar de fumar, e estrogénio para terapia de reposição hormonal.

Até agora, haviam poucas provas de que a Yoimbina pudesse ser devidamente transportada através da pele até ás células de gordura, e as pesquisas sobre yohimbe e yoimbina para perda de peso são, de uma forma geral, confusas e inconclusivos.

Daniel Gastelu, Directora ISSA de Ciências da Nutrição, diz:

O uso da yoimbina para perda de peso não é conclusiva, e na opinião deste autor não é recomendado devido aos efeitos colaterais. Tenha em mente também que, apenas porque os investigadores têm realizado pesquisas com o fármaco yoimbina, não significa que esses estudos devem ser automaticamente utilizados para justificar o uso auto-prescrito da droga.

Finalmente, vamos supor que você conseguiu, com sucesso introduzir a droga antagonista alfa 2 através da pele, o que isso faz? A publicidade afirma que estes produtos “dissolvem”, de derretem “ou” queimam “a gordura.

Mas essas alegações serão verdadeiras ou o bloqueio dos malandros dos receptores alfa 2 permitem simplesmente que os depósitos de gordura “teimosa” (e celulite) sejam preferencialmente mobilizados através das vias habituais da dieta e exercício?

Obviamente, que é este último, então você tem que desconfiar de empresas que alegam que o seu creme “queima”, dissolve “, ou” derrete “a gordura no local da aplicação, especialmente se acrescentar, sem dietas ou exercício. O corpo humano simplesmente não funciona dessa forma – só é possível perder gordura através de um deficit calórico.

Existem medicamentos de prescrição que podem auxiliar no crescimento muscular e na perda de gordura, mas as drogas não são isentas de efeitos colaterais e não são a solução a longo prazo para a perda de gordura, porque elas só tratam os efeitos e não as causas. A longo prazo, não existe uma solução rápida nem forma de fugir ao facto de que você tem que mudar o seu estilo de vida.

A longo prazo, a perda de gordura saudável, e livre de drogas, a abordagem do estilo de vida completamente natural é superior, e seguir um bom programa de dieta e exercícios, é o melhor e mais eficaz que pode fazer para obter o corpo que pretende.

Autor:  Tom Venuto

Avatar

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.