Combine a leucina com o HMB para maiores ganhos

Se já percebe alguma coisa de suplementos desportivos, irá parecer-lhe uma má ideia combinar a Leucina com o HMB para maximizar o crescimento muscular.

Uma vez que o HMB é um metabólito da leucina, parece improvável que pudesse existir algum tipo de sinergia entre os dois. Mas de acordo com investigadores da Universidade de Nottingham na Inglaterra e da Universidade McMaster no Canadá, o mundo da fisiologia muscular é mais complexo do que pensávamos.

O HMB e a leucina são dois dos suplementos favoritos dos praticantes de musculação. Vários estudos confirmaram os seus efeitos e é muito pouco provável que surjam efeitos secundários quando são ingeridos em doses normais.

O HMB recebeu bastante publicidade negativa durante uns tempos, mas um fluxo contínuo de estudos positivos e evidência empírica vieram melhorar essa imagem.

HMB + LeucinaA leucina é a substância através do qual as células musculares “detectam” a presença dos aminoácidos. De todos os aminoácidos, a leucina é aquele que é metabolizado com maior facilidade. Por isso talvez as células muscular não só “sintam” a presença da leucina como também a dos seus metabólitos como o KIC e o HMB.

Se a concentração de leucina e dos seus metabólitos aumentar nas células muscular, então a célula acelera a sua maquinaria anabólica.

Até há pouco tempo, ainda não tinha sido publicado nenhum estudo que tivesse comparado os efeitos anabólicos do HMB e da leucina.

Os dois grupos de investigadores retificaram isto. Os investigadores de Nottingham analisaram o HMB e os investigadores do canadá analisaram a leucina.

Os investigadores administraram a um grupo de estudantes sedentários 2,42 gramas de HMB em forma livre ou 3.42 gramas de leucina de manhã com o estômago vazio e depois monitorizaram a atividade anabólica dos seus músculos através de aminoácidos marcados. Os dados que eles recolheram estão representados nas duas figuras abaixo.

A figura abaixo mostra os efeitos da leucina e HMB na síntese de proteínas musculares [FSR miofibrilhar]. A leucina aumentou a síntese de proteína por 110%. O HMB aumentou-a por 70%. Falando de forma estrita, a diferença entre os efeitos de estímulo da hipertrofia muscular entre o HMB e a leucina não foi estatisticamente significativa.leucina hmb

A tabela abaixo revela o efeito do HMB na degradação muscular (MPB). Os investigadores não analisaram o efeito anti-catabólico da leucina. Eles já estavam conscientes de que a leucina só tem um efeito anticatabólico indireto. A leucina promove um aumento da secreção de insulina, e é através desta hormona que a leucina exerce o seu efeito anticatabólico (1).hmb leucina

Se bloquear o aumento do nível de insulina ao administrar a leucina, então o estímulo anticatabólico da leucina é reduzido.

A Leucina e o HMB não funcionam exatamente da mesma forma nas células musculares. Ambas as substâncias ativaram a proteína de sinalização AKT, mas não ao mesmo tempo nem ao mesmo nível: a leucina criou uma ativação substancial de curta duração, e o HMB uma ativação de intensidade moderada, mas mais longa.

Para além disso, a leucina resultou numa melhor ativação da molécula de sinalização anabólica p70S6K do que o HMB.

Por isso tanto a leucina como o HM promoveram o crescimento muscular, mas não através do mesmo mecanismo. Isso poderá querer dizer que é possível obter um maior efeito anabólico combinando a leucina com o HMB.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Comentários fechados.