Aspetos positivos e negativos do leite

O leite continua no centro das atenções de muitas pessoas. Adorado por uns, amaldiçoado por outros, permanece envolvido em polemicas que parecem não ter fim.

Ainda hoje, investigadores, nutricionistas e até pessoas normais investigam, debatem e defendem os aspetos positivos ou os negativos do leite.

Mas afinal em que ficamos?

O consumo do leite é benéfico ou prejudicial para a saúde?

Neste artigo irei tentar apresentar, de forma bastante sintetizada e abreviada, os pontos positivos e negativos deste famoso alimento. Para além disso, também tentei indicar sempre estudos que suportam as afirmações que faço no artigo.

Em primeiro lugar e antes de começar, tenho que dizer que a nutrição ainda é uma área em desenvolvimento, sendo que alguns afirmam que a nutrição está ainda na sua infância. Existe portanto ainda muito por descobrir e ainda persistem muitas perguntas sem resposta.

Dito isto, é perfeitamente possível que uma informação tida como certa hoje, possa já não ser assim tão certa amanhã… Vamos então começar por enumerar os aspetos negativos derivados do consumo do leite.

Aspetos negativos do leite

  • Intolerância à lactose. Estima-se que 30 a 50 milhões de americanos são intolerantes à lactose, incluindo 75% dos americanos nativos e afro-americanos, e 90% dos americanos asiáticos. A intolerância à lactose é menos comum entre os descendentes de europeus, cerca de 15%. (1)
  • A intolerância à lactose pode provocar problemas gastrointestinais severos como náuseas, diarreia, cólicas e flatulência. (2)
  • A galactose, que faz parte da lactose, pode estar associada ao desenvolvimento de cancro nos ovários. (2)
  • Lacticínios como o leite, iogurte e queijo fresco, aumentam a libertação de insulina pelo pâncreas. É ainda mais insulinogénico que o pão branco, o que por sua vez pode estar associado ao desenvolvimento da síndrome metabólica (3)
  • Os anticorpos presentes no leite podem ser um fator de risco para o desenvolvimento da diabetes tipo 1. (4)
  • O leite, que também contém BTC, um fator de crescimento presente no leite bovino , que pode estimular o desenvolvimento do cancro da próstata, ovários, pulmões, estômago e pâncreas. (5)
  • Contém IGF-1 e aumenta os níveis séricos desta hormona, que também está relacionada com um maior risco de desenvolvimento de cancros, especialmente do cancro da próstata. (6), (7)
  • O consumo de leite, especialmente a proteína de soro de leite, presente no leite, está associada ao agravamento da acne. (8)
  • Tal como outros alimentos, o leite e seus derivados também contêm dioxinas e outros contaminantes. (9)

Aspetos positivos do leite

  • Possui um perfil nutricional interessante, para além de conter boas quantidades de cálcio, é também uma boa fonte de outros nutrientes como fósforo, vitamina A, B6, B12, C, D, K, E, tiamina, niacina, biotina, riboflavina, folato, e ácido pantotênico. (10)
  • O leite possui a proteína de maior valor biológico existente, o soro de leite (proteína whey). (11)
  • Possui também a caseína, uma proteína muito interessante que, quando ingerida (especialmente antes de deitar) pode promover um maior anabolismo. (12)
  • A caseína também pode ser uma ajuda importante na perda de peso. (13)
  • O consumo de leite parece promover um ambiente anabólico, especialmente quando ingerida em forma de bebida pré e pós-treino. (14)
  • O cálcio presente no leite e seus derivados, pode conduzir a uma maior perda de gordura,e desta forma melhorar a composição corporal (15)
  • O leite é tão eficaz no sentido de facilitar a recuperação dos treinos como as bebidas desportivas. (16)
  • O consumo de 3 serviços de leite por dia aumentou os níveis de IGF-1 em soro após 12 semanas. Um aumento dos níveis de IGF-1 pode proporcionar um melhor ambiente anabólico aos atletas de musculação e força. (17)

Algumas considerações

Como pode ver, o leite tem vários aspetos positivos e negativos. Para além disso, a capacidade de tolerância e os efeitos negativos que o leite pode ou não ter, variam imenso de indivíduo para indivíduo.

No caso de ser alérgico e ainda assim desejar consumir leite, tem á sua disposição no mercado comprimidos de lactase, a enzima que permite digerir o açúcar do leite, a lactose.

Aspetos positivos e negativos do leite
Afinal o leite e seus derivados fazem mal à saúde ou não? Ainda não existe uma resposta clara, pois isso irá depender de vários fatores.

Caso não queira tomar suplementos de lactase e ainda assim pretende obter os benefícios do leite, pode sempre optar por consumir derivados do leite, como o iogurte e o queijo, kefir, que são fermentados e contem uma quantidade mais reduzida de lactase.

Pode também optar por adquirir suplementos de proteína whey e caseína, que são extremamente práticos e portanto fáceis de consumir.

Conclusão

Ao escrever este artigo, tentei ser o mais imparcial possível, mas se quiser saber a minha opinião, penso que o leite é um alimento bastante interessante em termos nutricionais, especialmente no que diz respeito a duas das suas proteínas, o soro de leite (whey) e a caseína.

Sendo que deve ser evitado por aqueles cujo perfil genético não os permite consumir e podendo ser ingerido por aqueles cuja genética assim o permite e que não se encontrem num risco elevado de desenvolverem certas doenças que já foram referidas neste artigo, como o cancro e síndrome metabólica.

Como pode ver, a decisão final sobre se deve consumir leite e/ou os seus derivados é somente sua. É você que irá ter que pesar os prós e os contras do seu consumo, e decidir se os benefícios ultrapassam os potenciais risco, bem como ter também em conta as suas particularidades individuais, como nível de tolerância à lactose, possível alergia ao leite, etc.

Fernando Ribeiro

Nutricionista (CP: 4100N) no Moreirense Futebol Clube. É licenciado em nutrição pela FCNAUP, e é também doutorando em Ciências do Consumo Alimentar e Nutrição, na mesma faculdade.

Comentários fechados.