As células musculares absorvem mais glucose com a creatina

As células musculares dos atletas, absorvem mais glucose se os atletas se suplementarem com creatina. No entanto, e, segundo investigadores da Universidade de São Paulo, a creatina não torna o tecido muscular mais sensível à insulina.

O facto de a creatina encher as células musculares de glucose não é novidade. A relação entre a o balanço de glucose e os suplementos de creatina é tão forte, que os médicos estão a considerar usar a creatina como medicamento contra a diabetes tipo 2. Em pessoas que sofrem da diabetes tipo 2, o organismo torna-se insensível á insulina e não produz hormona em quantidades suficientes. Como resultado, as células não absorvem glucose suficiente.

Os investigadores queriam saber se a creatina realmente tornava as células musculares mais sensíveis á insulina, por isso organizaram uma experiência com 6 homens jovens saudáveis. A metade dos homens tomou creatina durante 20 semanas, durante a primeira semanas tomaram 24 g de creatina por dia, e durante as outras 11 semanas, administraram apenas metade dessa quantidade.

Todos os voluntários envolvidos na experiencia realizaram treinos: 3 vezes por semana tinham de correr durante 40 minutos a 70% do seu VO2max. Imediatamente antes de começarem o ciclo de creatina e novamente após a 4ª, 8ª e 12ª semana, os investigadores administraram aos voluntários glucose e mediram a rapidez com a mesma desaparecia do sangue dos homens. Quanto mais rapidamente isto acontecer, mais glucose terá sido absorvida pelos músculos.

Tabela 1

A figura acima mostra que a combinação de treino e ingestão de creatina, realmente aumenta a absorção de glucose. Mas será que a creatina influencia os níveis de insulina?

Para determinar se é essse o caso, os investigadores mediram a concentração de insulina no sangue dos voluntários logo de manha. Os investigadores esperavam que a suplementação com insulina aumentasse a produção de insulina. Mas não foi isso que aconteceu.

Tabela 2

Não encontraram efeitos estatisticamente significativos. Portanto as células musculares dos utilizadores de creatina devem absorver mais glucose através de um mecanismo não relacionado com a insulina. Os investigadores sugerem que os músculos porvavelmente produzirão uma quantidade maior da protiena de transporte de glucose GLUT4.

Outros possíveis factores seriam uma maior produção de IGF-1 pelas células musculares, ou que as células musculares inchem e como resultado disso absorvam mais nutrientes através da osmose.

Os resultados da investigação dos brasileiros, são, de novo, prova do valor dos suplementos de creatina para os atletas e treinadores. Para os médicos, os resultados indicam que nainda não se sabe o suficiente acerca de como a creatina funciona.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário