As batatas reduzem a pressão arterial

O estereótipo da batata como sendo um alimento que engorda, que faz com que as pessoas mais conscientes da sua saúde, evitem o seu consumo, está a ser sujeito a uma revisão à medida que cientistas informam que um simples par de porções de batata por dia reduz a pressão arterial, sem provocar aumento de peso.

Isto foi o que afirmaram cientistas na pesquisa, realizada num grupo de pessoas com sobrepeso e pressão arterial elevada, na “242nd National Meeting & Exposition of the American Chemical Society (ACS)“, que foi realizada em Denver na semana de 29 de Agosto

Mas não vá já a correr buscar o ketchup, vinagre ou maionese. Esta investigação não foi feita com batatas fritas, a batata favorito da América, mas sim com batatas cozidas sem óleo, num aparelho de microondas. Embora os investigadores tenham utilizado batata roxa, eles acreditam que as batatas com pele-vermelha e as batatas brancas, podem ter efeitos similares.

Joe Vinson, Ph.D., que chefiou a investigação, afirmou:

“A batata, mais do que talvez qualquer outro vegetal, tem uma má reputação não merecida, o que tem levado a que muitas pessoas preocupados com a sua saúde, a tenham banido das suas dietas. Afirmou. Mencione a palavra ‘batata’ e as pessoas pensam ‘engorda, quantidade elevada de carboidratos, calorias vazias.

Na realidade, quando preparadas sem fritura e servidas sem creme de manteiga, margarina ou azeite, uma batata contém apenas 110 calorias e dezenas de vitaminas e de fitoquímicos saudáveis. Esperamos que a nossa investigação ajude a reabilitar a imagem nutricional popular da batata. “

No novo estudo, 18 pacientes com excesso de peso/obesidade e com pressão arterial elevada, comeram 6-8 batatas roxa (cada uma do tamanho de uma bola de golfe) com a pele, duas vezes por dia durante um mês. Eles usaram a batata roxa porque o pigmento, ou material para colorir, nas frutas e vegetais, é especialmente rico em fitoquímicos benéficos.

Os cientistas monitorizaram a pressão sanguínea dos pacientes, tanto sistólica (o número mais elevado de uma leitura da pressão arterial como 120/80) e diastólica. A pressão arterial diastólica média caiu 4,3 por cento e a pressão sistólica diminuiu 3,5 por cento.

Isto segundo  Vinson, que trabalha na Universidade de Scranton, na Pensilvânia e tem realizado investigações extensivas sobre componentes saudáveis presentes ​​em alimentos. A maioria dos indivíduos tomava anti-hipertensivos e ainda assim, beneficiaram de uma redução da pressão arterial. Nenhum dos participantes do estudo ganhou peso.

Vinson afirmou que outros estudos identificaram substâncias em batatas com efeitos no organismo, semelhantes às dos conhecidos medicamentos inibidores da ECA, um dos pilares para o tratamento da hipertensão. Nas batatas, estão presentes outros fitoquímicos em quantidades que rivalizam com os dos brócolos, espinafres e couve de bruxelas, que também podem estar envolvidos,

Infelizmente para os fãs das batatas francesas ou batatas fritas, parece que essas elevadas temperaturas de cozimento destroem a maioria das substâncias saudáveis ​​das batatas, deixando principalmente o amido, gordura e minerais. As batatas utilizadas no estudo foram simplesmente cozinhadas com o microondas, e Vinson disse que essa parece ser a melhor maneira de preservar os nutrientes.

A batata roxa utilizados no estudo está-se a tornar mais amplamente disponíel nos supermercados e, em lojas especializadas de alimentos e mercados de agricultores. Vinson afirmou que suspeita fortemente que no futuro irão ser realizados estudos com a batata branca, agora em fase de planeamento, e que estes irão produzir resultados semelhantes.

O financiamento para a realização do estudo foi proveniente do “United States Department of Agriculture Agricultural Research Service (USDA-ARS) State Cooperative.”

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.