Antioxidantes: Prevenção de doenças, de forma natural

Quando se trata de aumentar a ingestão de antioxidantes, pesquisas recentes indicam que existem poucos benefícios em obtê-los a partir de suplementos dietéticos.

A melhor forma, de acordo com um relatório da edição de Setembro da “Mayo Clinic Health Letter”, é ingerir uma dieta com alimentos ricos em antioxidantes.

Antioxidantes como as vitaminas C e E, caroteno, licopeno, luteína e muitas outras substâncias, podem desempenhar um papel em ajudar a prevenir doenças como o cancro, doença cardiovascular, doença de Alzheimer e degeneração macular. Pensa-se que os antioxidantes podem ajudar nesse sentido, porque podem neutralizar os radicais livres, que são subprodutos tóxicos do metabolismo celular natural. O corpo humano produz antioxidantes de forma natural, mas o processo não é 100 por cento eficaz e a eficiência do mesmo diminui com a idade.

As pesquisas mostram cada vez mais que aqueles que ingerem alimentos ricos em antioxidantes obtêm benefícios para a saúde. Os alimentos, em vez de suplementos, podem aumentar os níveis de antioxidantes, porque os alimentos contêm uma variedade inigualável de substâncias antioxidantes. Um suplemento poderá conter um único tipo de antioxidante ou até mesmo vários. No entanto, os alimentos contêm milhares de tipos diferentes de antioxidantes, e ainda não se sabe ao certo quais dessas substâncias conferem os benefícios.

Algumas das melhores fontes alimentares de antioxidantes são:

  • Bagas: mirtilos, amoras, framboesas, morangos e amoras
  • Feijão: Feijão pequeno vermelho, feijão frade, feijão preto…
  • Frutas: Muitas variedades de maçã (com casca), abacates, cerejas, pêras verdes e vermelhas, ameixas frescas ou secas, abacaxi, laranja e kiwi.
  • Legumes: alcachofras, couve, espinafre vermelho, batata vermelha e branca (com casca), batata-doce e brócolos.
  • Bebidas: chá verde, café, vinho tinto e sumos de frutas.
  • Frutos secos: Nozes, pistachos, nozes, avelãs e amêndoas
  • Ervas: cravo moído, canela ou gengibre, folhas de orégão seco e açafrão em pó
  • Sobremesas: chocolate escuro

Embora os suplementos que contêm antioxidantes sejam geralmente considerados seguros, dois estudos recentes sugeriram que, ao longo do tempo, a ingestão de suplementos como a vitamina E, pode na verdade ser prejudicial e, possivelmente tóxico.

Em contraste, muitos alimentos mais elevados ricos antioxidantes oferecem uma série de benefícios para a saúde, como sendo ricos em proteínas, gorduras saudáveis, fibras e outras vitaminas e minerais.

Deixe uma resposta