A abóbora aumenta a capacidade de resistência e a força muscular

Depois dos resultados deste estudo terem sido divulgados, é bem provável que os atletas venham a começar a comer abóbora em vez de pasta, pão ou arroz antes de uma corrida, ou então poderão vir a usar um suplemento com extrato de abóbora.

Estou a basear estas previsões num estudo realizado em animais conduzido por investigadores da Providence University em Taiwan, e que foi recentemente publicado em Molecules.

De acordo com este estudo as variedades de abóbora pertencentes à Cucurbita moschata, possuem propriedades ergogênicas que poderia fazer inveja a qualquer criador de suplementos para melhoria da resistência desportiva.

Embora as pessoas tenham vindo a comer abóbora desde há centenas de anos, ainda se sabe muito pouco acerca dos seus benefícios para a saúde. Mas graças a esta investigação, sabemos agora que tem realmente qualidades que podem melhorar a saúde e o desempenho atlético.

A abóbora não contem só alfa e gamma tocoferol, beta-caroteno, criptoxantin, leteína e zeaxantin; também contem quantidades relativamente elevadas de ácido nicotínico e trigonellin. Essas substâncias melhoram a capacidade de absorção de glucose por parte das células musculares. Parece que a abóbora interage com a insulina.

Os investigadores também descobriram outra substância na abóbora, o metabólito secundário dehydrodiconiferyl-alcohol que “sabota” a absorção de glucose pela células adiposas. Os estudos realizados em tubos de teste mostraram que o dehydrodiconiferyl alcohol inibe a produção de PPAR-gamma nas células adiposas.

O consumo de abóbora pode realmente aumentar a resistência física.
O consumo de abóbora pode realmente aumentar a resistência física, sobretudo em animais.

Indo pelos resultados dos estudos anteriores, os taiwaneses suspeitaram que a abóbora poderia ter um efeito potenciador da performance.

Por isso eles fizeram um extracto de álcool da “carne” seca e sem sementes da Cucurbita moschata e administraram-na a ratos.

Os animais receberam 0, 50, 100 ou 250 mg do extracto por kg de peso corporal todos os dias durante 14 dias.

No final desse período, os investigadores testaram a força muscular das patas da frente dos ratos usando um teste de força de agarre.

Eles mediram a quantidade de força que os ratos eram capazes de aplicar ao agarrarem-se a uma peça de metal. A suplementação com abóbora tornou os ratos mais fortes, tal como mostra a figura abaixo.

Os investigadores também mediram a capacidade de resistência dos animais. Eles amarraram um peso à cauda de cada animal, atiraram-nos num aquário e registaram o período de tempo durante o qual os ratos foram capazes de nadar. Os investigadores observaram que a abóbora aumentou a capacidade de resistência dos animais.

abobora aumenta resistênciaUma pista que poderá explicar a forma como o extrato de abóbora funciona é a concentração de amoníaco e de glucose no sangue dos ratos.

A abóbora não teve nenhum efeito em descanso, mas os taiwaneses notaram que os ratos que tinham recebido o extrato de abóbora tinham menos amoníaco e mais glucose no sangue imediatamente a seguir à sessão de natação.

Em descanso, os músculos e o fígado dos ratos que tinham recebido o extracto de abóbora continham maiores quantidades de glicogénio.

Os investigadores escreveram:

Esses resultados indicam que o extracto de Cucurbita moschata tem atividade anti-fadiga e pode aumentar a performance do exercício.

Embora os fitocompostos exatos e os mecanismos anti-fadiga detalhados  ainda esteja por esclarecer, este estudo providencia provas baseadas na ciência que suportam a noção de que a Cucurbita moschata poderia ser um agente anti-fadiga promissor e uma ajuda ergogênica.

Referência!

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.

Deixe um comentário