A importância das porções

 

Todos ouvimos falar maravilhas de certo tipo de alimentos. São ricos em antioxidantes, ricos em fibra, ricos em vitaminas, ricos em minerais, pouco calóricos, pobres em gordura, compostos de hidratos de carbono de qualidade, etc etc etc.

Surge então a ideia errada de que se é um alimento saudável, então podemos comer à vontade e sem restrições. Pois afinal de contas faz bem à saúde certo? ERRADO!!

Mesmo os alimentos considerados e classificados como saudáveis e bons para promoção de uma boa saúde e recomendados para quem quer perder peso, devem ser comidas com conta, peso e medida, e não em à descrição como muita gente pensa.

Quantos de nós não ouvimos depois de perguntar a alguém se usa muita gordura para cozinhar a pessoa responder: “Para cozinhar só uso azeite!”, como se por ser azeite, a quantidade que se usa fosse irrelevante e pudéssemos deixar a comida lá a boiar. Ou querer perder peso e como se ouviu que a fruta é boa para perder peso comer fruta a toda a hora?

Pois é, de certeza que todos já ouvimos ou passamos por estas situações. Há uma divulgação extrema de certos alimentos como sendo os melhores do mundo, fazendo passar a ideia errada que por serem interessantes nutricionalmente podem ser comidas nas quantidades que se quiser, mas não é isso que acontece. Todos os alimentos têm calorias, e como é óbvio se ingerirmos mais calorias do que aquelas que gastamos, ganhamos peso.

A seguinte tabela com alguns equivalentes mostra para cada 100kcal que quantidade de alimentos podemos ingerir. Isto é útil para começar a ter uma ideia que há grandes diferenças entre os diversos alimentos, no entanto, para determinada quantidade todos os alimentos têm 100kcal, pelo podemos consumir de todos os alimentos, mas sempre entro de determinadas quantidades.

Valores médios e que variam de produto para produto e de marca para marca, mas servem para ter uma ideia das quantidades.

Para quem quer seguir uma alimentação saudável, é assim essencial não só uma boa escolha alimentar como um bom controlo sob as porções ingeridas, pois mesmo mesmo os alimentos ditos saudáveis também têm limites, e não podem ser ingeridos sem restrições. Devemos assim ter uma dieta rica e variada, mas sempre equilibrada.

Estudante de Dietética e Nutrição com grande gosto pela área da nutrição desportiva e pela área da musculação em particular. Praticante de ginásio assiduo e de longa data.

Deixe um comentário

Siga-nos por Email
RSS
Instagram