A Eucommia ulmoides potencia a queima de gordura através do sistema nervoso autónomo

Os curandeiros de ervas na Ásia, utilizam extractos da seringueira “Eucommia ulmoides” para aumentar o yang de uma pessoa: masculinidade e calor.

A ciência moderna já confirmou esses efeitos. Investigadores da “ANBAS Corporation” no Japão, descobriram que os extractos das folhas desta árvore têm um efeito termogénico em ratos.

Suplementos desportivos como o “Man’s Primal Male” contém extractos de “Eucommia ulmoides”. Estes suplementos são preparações à base de plantas com propriedades supostamente potenciadoras de hormonas androgénicas, que aumentam a masculinidade dos homens.

E para sermos honestos, em teoria, a “Eucommia ulmoides” deve funcionar. Em 2007, investigadores da Universidade Nacional de Singapura descobriram um composto esteróide na  Eucommia ulmoides que se liga ao receptor de androgénio. O seu efeito androgénico não éra particularmente forte, mas isso não interessa.

Os japoneses não estavam a investigar as substâncias em si – o que eles pretendiam era estudar os efeitos sobre o sistema nervoso autónomo. A “ANBAS Corporation” – ANBAS significa “Autonomic Nerve BAsed Science Science” – estuda os efeitos das substâncias no sistema nervoso autónomo. [Site] Esta é a parte do sistema nervoso que controla as funções dos órgãos.

A “ANBAS Corporation“ investiga e procura compostos que os fabricantes de medicamentos, cosméticos, suplementos e alimentos funcionais, podem ser usados ​​em novos produtos. Os investigadores colaboraram com o departamento de pesquisa da “Kobayashi Pharmaceutical”, produtor de medicamentos de venda livre.

Os japoneses pretendiam saber se eles conseguiriam colocar ratos a queimar mais energia, administrando-lhes o potenciador do “yang” “Eucommia ulmoides”. Se isso funcionasse, isso significaria que eles poderiam ter uma preparação que poderia ser adicionada aos suplementos de emagrecimento (termogénicos).

Quando os pesquisadores injectaram 5 mg de um extracto caseiro em base de água [ELE] no duodeno dos ratos, eles notaram que a temperatura corporal dos animais aumentou. Os nervos que controlam o tecido de gordura branca tornaram-se mais activo e a quantidade de ácidos gordos livres no sangue dos animais também aumentou.

Tabela 1
Tabela 2
Tabela 3
Tabela 4

Noutra experiência, os investigadores deram a ratos, uma ração com um elevado teor de gordura que continha 10 por cento de extracto de Eucommia ulmoides durante um período de seis semanas. A figura acima mostra que as reservas de gordura mesentéricas e epidídimais no abdómen dos animais experimentais, diminuíram em comparação com os dos animais do grupo de controlo

A ração que continha 3 por cento de extracto, não teve nenhum efeito.

O facto dos japoneses terem necessitado de quantidades tão elevadas, contradiz pesquisas anteriores. Num estudo de 2008 realizado na Coreia, os ratos perderam massa gorda, quando receberam ração que continha apenas 0,175 por cento de extracto de “Eucommia ulmoides”. Os japoneses suspeitam que o extracto que foi utilizado não era o ideal. Eles querem saber mais sobre a composição do “Eucommia ulmoides” e pretendem descobrir quais são os ingredientes responsáveis ​​pelo efeito termogénico.

Enquanto não se souber com mais clareza quais são os compostos que um bom extracto deve conter, seria provavelmente melhor que os fabricantes de suplementos não incluíssem “Eucommia ulmoides” nas suas cápsulas.

Referência!

Avatar

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.