A creatina aumenta os níveis de dihidrotestosterona (DHT)

A creatina aumenta os níveis de dihidrotestosterona (DHT)Será a creatina prejudicial para a saúde?

Um estudo recente mostra um aumento nos níveis de DHT (dihidrotestosterona) como sendo um efeito secundário da creatina e levanta algumas questões interessantes acerca da segurança a longo termo do consumo de creatina.

O que é o DHT e porque razão é mau?

A DHT (dihidrotestosterona é uma hormona masculina formada nos folículos capilares, testículos e glândulas adrenais.

Aparte os benefícios, o DHT é um factor que contribui para a calvície masculina e tem um papel na hipertrofia da próstata.

Vários endocrinologistas são da opinião de que as hormonas masculinas e, que o DHT esteja associado (não causa) ao desenvolvimento do cancro da próstata.

Como foi organizado o estudo da creatina e DHT?

O estudo foi organizado de forma a reduzir as variáveis e erros.

Tabela 1

Duplo cego: O estudo foi duplamente cego e portanto, nem os investigadores nem os voluntários sabiam se estavam a receber creatina ou um placebo.

Organização cruzada: Tal como se pode ver na imagem, o estudo utilizou uma organização cruzada, de forma que todos os indivíduos recebam tanto a creatina como o placebo, minimizando assim os erros e a necessidade de um grande grupo de voluntários.

Grupos: Os indivíduos fizeram carga de creatina (25 g/dia de creatina com 25 g/dia de glucose) ou placebo (50 g/dia glucose) durante 7 dias seguido de 14 dias de manutenção (5 g/dia de creatina).

Quais foram os resultados do estudo da creatina e DHT?

As maiores descobertas deste estudo foram:

DHT: Os níveis de DHT aumentaram 56% após 7 dias de carga com creatina e mantiveram-se a 40% acima dos valores normais após 14 dias de manutenção (significativo).

Rácio de DHT para T: O rácio de DHT : Testosterona também aumentou em 36% após 7 dias de suplementação com creatina e manteve-se elevado em 22% após a dose de manutenção.

O rácio indica-nos que o aumento dos níveis de DHT não se deve a um aumento dos níveis de testosterona mas sim a uma maior conversão da testosterona para dihidrotestosterona.

Então será a creatina prejudicial para a sua saúde?

  • Más notícias: Pela primeira vez, o estudo mostra um significativo aumento dos níveis de DHT (tanto na fase de carga como na de manutenção), e, tal como foi mencionado acima, o DHT é um factor contributivo para o desenvolvimento da calvície e está associado ao cancro da próstata.
  • Quase todos os estudos realizados sobre a segurança da creatina foram de curta duração. Apenas existe um punhado de estudos de longa duração e apenas duraram um ano. Por isso, a segurança a longo prazo do consumo de creatina por 5-10 ainda não é conclusiva.
  • Boas notícias: Existem vários estudos realizados em seres humanos que mostram que a creatina não causa efeitos adversos, excepto perturbações intestinais em alguns utilizadores.
  • As pessoas têm usado a creatina durante anos e não temos ouvido falar de consumidores de creatina a perder cabelo e desenvolver cancro da próstata.
  • Um rácio elevado de DHT para Testosterona nem sempre significa que irá desenvolver cancro da próstata. Tal como todos os cancros, a causa do cancro da próstata é multi-factorial e não se pode apontar apenas um factor.
  • Em termos de investigação, descobertas controversas como esta, têm de ser replicadas em outros laboratórios antes de poderem ser vistas como sérias.

Referencia 1 / Referencia 2

Deixe uma resposta