6 fatores que determinam o sucesso das dietas

6 fatores que determinam o sucesso das dietasA dieta, é provavelmente o aspeto mais importante para a obtenção da composição corporal desejada, e também o aspeto que a maioria das pessoas tem mais dificuldade em conseguir controlar.

Neste artigo irei abordar os 6 fatores que, na minha opinião, acredito serem os mais determinantes para o sucesso de qualquer dieta.

Para além disso, estes são também os 6 fatores ou pormenores que, a meu ver, são os mais negligenciados, esquecidos ou que as pessoas simplesmente nem sequer têm em conta quando se trata de seguir as dietas de forma a maximizarem as suas probabilidades de sucesso.

Saciedade

Para a grande maioria das pessoas, é simplesmente demasiado difícil suportar longos períodos de tempo em que não se sentem satisfeitas ou que sentem que não comeram a quantidade suficiente.

Torna-se tortuoso para qualquer pessoa aguentar períodos de fome e de abstinência alimentar e mais tarde ou mais cedo, acaba-se por ceder à tentação e as pessoas vingam-se ingerindo por vezes quantidades obscenas de comida.

A melhor forma de controlar este aspeto é ingerindo e baseando a sua dieta em alimentos de baixa densidade calórica tais como:

  • Vegetais (Bróculos, couve-flor, etc”
  • Tubérculos como a cenoura, batata-doce.
  • Frutas como o tomate, melão, melancia.
  • Carnes magras como o peito de frango e de peru, cortes magros de carne vermelha, peixe.

Calorias escondidas

É muito frequente as pessoas esquecerem-se de ter em conta a sua ingestão de bebidas (vinho, cerveja, champanhe), refrigerantes, ice-tea e até de coisas como molhos como a maionese, ketchup, o pão com que acompanham as refeições, bolachas, etc.

A realidade é que todas as calorias contam para a equação, e o que referi acima pode conter um número impressionante de calorias.

Para além disso, o álcool contém 7 calorias por grama, uma lata de um simples e “inocente” lata de ice-tea pode chegar a conter 18 gramas de açúcar, que equivalem a 72 calorias vazias.

Por isso, se toma habitualmente café com algum açúcar, e ou um pouco de vinho ou outra bebida alcoólica às refeições, um refrigerante também de vez em quando e ainda petisca umas bolachas aqui e ali entre as refeições…

Tenha em conta este fator antes de se queixar de que a dieta que o seu nutricionista ou preparador lhe passou não está a funcionar, pois tudo isso que referi acima conta para a equação.

Sendo assim, a melhor bebida continua a ser a água fresca, até porque é garantido que não contem calorias “escondidas”.

Variação do número de calorias ingeridas

É frequente vermos casos de indivíduos que seguiram uma determinada dieta durante algumas semanas e que obtiveram sucesso, tendo inclusive perdido ou ganho vários quilos, mas em determinado ponto, os progressos simplesmente param.

Quando chegam a este ponto, a maioria das pessoas pensa simplesmente que a dieta já não serve, mas a verdade é que só necessita de alguns ajustes, especialmente no número de calorias.

Também é por este motivo que não se pode ir a apenas uma consulta de nutricionista, sendo necessário ir às consultas com alguma frequência de forma a ajustar a quantidade de calorias que está a ingerir para que continue a perder ou a ganhar peso.

Resumindo, se o seu peso estabilizou, e independentemente do número de calorias ou da quantidade de comida que ingere atualmente:

  • Se quer perder ou continuar a perder peso / gordura, terá que ingerir ainda menos calorias.
  • Se quer ganhar ou continuar a ganhar peso / massa muscular, terá que ingerir ainda mais calorias.

Variação das percentagens de macronutrientes

É importante variar as percentagens de macronutrientes em função do objetivo.

Por exemplo, é importante aumentar a percentagem de proteína quando se faz dieta para perder peso/gordura, pois este é o macronutriente que mais sacia e também o mais importante para ajudar a reter a maior quantidade possível de massa magra enquanto se perde peso/gordura.

Este pormenor deixa de ser tão importante quando se trata de aumentar de peso / massa muscular, pois com uma dieta ligeiramente hipercalórica não é necessário ingerir uma percentagem tão elevada. Podendo-se obter resultados a partir de 1,2 gramas de proteína por kg de peso corporal.

Mudança de hábitos permanente

A maioria das pessoas que tem excesso de peso consegue perder algum peso ao seguir determinadas dietas. Da mesma forma, os que têm dificuldades em ganhar peso/massa muscular, também são capazes de conseguir ganhar alguns quilos extra.

Mas também acontece muitas vezes que os resultados conseguidos se esfumam e regressa ao seu peso anterior “normal”.

O que aconteceu aqui afinal?

O que as pessoas se esquecem é que as dietas temporárias proporcionam apenas resultados temporários. De forma a se poder obter resultados permanentes, é necessário alterar os hábitos alimentares de forma permanente, para que se consigam obter resultados a curto, médio e a longo prazo, e não apenas resultados temporários.

Na realidade, é muito fácil compreender que, assim que abandonar uma dieta que lhe proporcionou resultados e regressar ao seu estilo de vida e regime alimentar anterior, também irá muito provavelmente recuperar o seu peso corporal anterior.

Esta é uma realidade que a maioria das pessoas tem dificuldade em aceitar, sendo que muitos conseguem aceitar psicologicamente o incómodo e o desconforto das dietas com um período fixo de tempo e portanto temporárias, e assim segui-las durante algumas semanas ou até meses.

O que acontece é que no final dessas dietas, as pessoas regressam à sua zona de conforto e aos hábitos alimentares anteriores. O que na prática se traduz na recuperação do seu peso anterior.

Conclusão: Dietas temporárias produzem apenas resultados temporários. Se deseja obter resultados de longa duração, terá também que adotar e seguir um regime alimentar saudável de longa duração.

Boas e más companhias

Tem muitos amigos e familiares que estão sempre a convidá-lo para encontros, jantares, festas de aniversários, saídas para discotecas, convívios, etc?

A verdade é que somos muito influenciados pelas pessoas ao nosso redor, especialmente no que diz respeito aos hábitos alimentares e este pode muito bem ser o principal fator a deitar por terra todos os seus esforços para seguir a sua dieta, e portanto para obter os resultados que tanto se esforça por obter.

6 fatores que determinam o sucesso das dietas
As pessoas que fazem parte da sua vida, especialmente os familiares e amigos, têm uma grande influência nos seus hábitos alimentares.

Dependendo do tipo de dieta que está a seguir e especialmente se estiver a tentar perder peso, um simples convívio semanal bem regado com “comida de lixo” e refrigerantes, poderá anular completamente o défice calórico e portanto a perda de gordura conseguida ao longo da semana.

Em muitos casos, é perfeitamente possível que, mesmo realizando todas as refeições descritas na dieta com as quantidades certas, acabe mesmo por ganhar peso, devido a este tipo de encontros com muita comida e bebida à mistura.

Não pretendo torna-lo num indivíduo anti-social e que não convive com as pessoas, mas se pretende realmente atingir os seus objetivos de forma mais ou menos permanente, aconselho-o vivamente a fazer amizade com indivíduos com hábitos alimentares saudáveis, a moderar e a ter cuidado com aquilo que come e bebe nas suas saídas e festas a que vai.

Aborrecimento

A maioria das dietas são aborrecidas de seguir pois contêm pouca variedade de alimentos e de tipo de refeições. Pode-se tornar extremamente maçante comer sempre os mesmos alimentos, cozinhados da mesma forma, dia após dia, semana após semana.

Mais tarde ou mais cedo as pessoas acabam por desistir deste tipo de regime dietético espartano e a procurar refeições diferentes e mais apelativas ao paladar.

Torna-se portanto importante procurar alimentos e refeições saudáveis de forma a adicionar variedade e até algum divertimento à dieta.

Para esse efeito, existe um número impressionante de receitas saudáveis à sua disposição na internet, e até algumas neste site, pelo que faria muito bem em pesquisar um pouco até encontrar aquelas que se adequam mais ao seu gosto particular.

Lembre-se no entanto, de tentar manter-se dentro do número de calorias e percentagens de macronutrientes (quantidade de proteína, carboidratos e gordura), permitida pela sua dieta atual.

Persistência

A meu ver, este acaba por ser o fator mais determinante para o sucesso de uma dieta, seja ela para hipertrofia/aumento de peso ou para perda de gordura.

Nem a melhor dieta do mundo irá funcionar se não a seguir durante o período de tempo previamente estipulado. Sendo assim, o sucesso de qualquer dieta bem estruturada, está inteiramente dependente de si. Está nas suas mãos.

Da mesma forma, nem o melhor nutricionista do mundo lhe poderá passar um plano alimentar que funcione se não o seguir de forma rigorosa.

Se tem sérias dificuldades em motivar-se em criar e seguir o seu plano alimentar, sugiro-lhe vivamente que procure o apoio de profissionais qualificados, nomeadamente o de um bom nutricionista e de um personal trainer.

Como alternativa, pode sempre procurar apoio online em fóruns e em grupos de redes sociais dedicados ao tema. É quase certo que irá conseguir encontrar indivíduos com os mesmos objetivos que os seus e pessoas com alguma experiência e conhecimentos, dispostas a ajudá-lo.

Deixe uma resposta