Os 5 melhores programas gratuitos para criar dietas

A criação de uma dieta, ou plano alimentar, pode ser um processo moroso e complexo, sobretudo para quem não tiver acesso a ferramentas adequadas, sendo que as melhores tendem a ser de uso restrito a profissionais da área e podem ter um custo relativamente elevado.

No entanto, existem sites e programas para Windows 10 que são de uso gratuito e que permitem a elaboração de planos alimentares, orientados para objetivos específicos, sejam eles a manutenção do peso, o aumento ou a perda de gordura.

De facto, os utilizadores ocasionais deste tipo de ferramentas provavelmente não irão necessitar de utilizar softwares com funcionalidades extensivas, podendo bastar a presença de algumas funções que permitam “montar” um plano alimentar básico, que esteja de acordo com os seus objetivos.

Cronometer

Pela sua simplicidade de uso, número de opções disponíveis e aparente fiabilidade dos dados, o Cronometer revela-se uma das melhores opções existentes para elaborar planos alimentares.

Possui uma interface relativamente acessível e intuitiva, em formato de diário, que permite adicionar, de forma fácil, alimentos, e proceder ao respetivo ajuste das suas quantidades.

No seu diário alimentar, para além de alimentos, é também possível adicionar uma série de exercícios específicos e a respetiva informação relativa ao dispêndio energético.

Aqui, não faltam informações de interesse, tais como nº de calorias e quantidades de proteína, hidratos de carbono e gordura, bem como de vitaminas e minerais.

Possui uma base de dados com mais de 300,000 alimentos, muito completa e aparentemente fiável, proveniente de bases de dados como a USDA, NCCDB, CNF, IFCDB, NEVO, CoFID, NUTTAB, ESHA e várias outras. Para além disso, também permite acrescentar alimentos e receitas específicas.

Infelizmente, a sua versão gratuita não permite agrupar alimentos pela altura do dia, por exemplo, pequeno-almoço, almoço, lanche, etc. Embora seja possível contornar essa limitação adicionando notas ao diário.

Para além da sua versão em formato webpage, também existem versões para android e iPhone, o que significa que pode utilizar o cronometer em praticamente qualquer local.

Swole.me

Este site permite gerar um plano alimentar de forma automática quase instantânea. Para isso, apenas tem de indicar o nº de calorias, e o número de refeições que pretende fazer (de 1 a 9) por dia.

Caso não saiba quantas calorias deve ter o seu plano, clicando em “Not sure?”, poderá obter uma aproximação do seu dispêndio energético, através da equação de Mifflin-St Jeor, tendo também em conta o seu nível de atividade física.

Pode ainda optar pela criação de um plano com um determinado estilo, que poderá ser: Não específico, Atkins/Keto, Paleo, Vegetariano ou Vegano.

Também é possível especificar as proporções dos macronutrientes (proteína, hidratos de carbono e gordura), e selecionar algumas opções interessantes, tais como um pequeno almoço com o dobro da quantidade de hidratos de carbono, uma refeição pós-treino, e ausência de hidratos de carbono na última refeição do dia.

Poderá facilmente adicionar, remover, modificar a posição e ajustar as quantidades dos alimentos presentes no seu plano. Tem ainda a possibilidade de incluir novos alimentos e receitas na base de dados.

Estão também disponíveis informações relativas ao teor de macronutrientes, vitaminas e minerais de cada refeição e do total do plano alimentar.

O seu plano alimentar fica automaticamente guardado, e, clicando em “Print”, pode ainda imprimir ou guardar em pdf o plano que criou.

Como aspeto menos positivo, temos a ausência de informação relativa às bases de dados a partir das quais foram obtidos os valores nutricionais dos alimentos disponíveis.

eFit Calorie Counter

Este é um software para Windows, gratuito, relativamente simples e fácil de usar. Permite a adição de alimentos em até 6 refeições, podendo-se ajustar as suas quantidades.

Para além do valor energético, em termos de nutrientes, apenas descreve os valores de proteína, hidratos de carbono e gordura, o que será suficiente para a maioria dos utilizadores básicos.

Embora não haja qualquer menção disso, a sua lista de alimentos, que parece ser bastante extensa, parece ser proveniente da base de dados da USDA.

Permite ainda inserir novos alimentos, e também gera uma lista de compras dos produtos que incluir no seu plano alimentar.

Infelizmente, não parece incluir as funcionalidades de imprimir e/ou gerar um pdf onde conste o plano alimentar e a lista de compras. Como alternativa, o leitor poderá efetuar um printscreen do seu ecrã e editar a imagem resultante, de forma a imprimir ou converter para pdf a parte que lhe interessa.

Calorie Balance

Este é outro programa gratuito, e relativamente completo, que permite criar planos alimentares com relativa facilidade.

Após inserir os seus dados, nomeadamente o peso, altura e data de nascimento, será convidado a selecionar um de doze diferentes tipos de dieta, e poderá ainda indicar o seu nível de atividade física.

Aqui é possível inserir alimentos de forma fácil, através de pesquisa tipo google, onde vão surgindo alimentos para selecionar, à medida que se escreve. Também é possível selecionar e arrastar alimentos através de uma “árvore hierárquica” que se encontra numa coluna à direita.

Neste programa, é possível visualizar a informação relativa a 5 nutrientes de cada vez, num total de 30 disponíveis para visualização.

A sua base de dados, que provavelmente também será a da USDA, inclui mais de 30.000 alimentos, incluindo diversos tipos de medidas caseiras. Também aqui pode inserir novos alimentos e receitas.

O programa também possui uma calculadora de exercícios, a qual permite obter o valor de dispêndio energético, a partir de uma variedade de atividades desportivas.

iDiet

Este é um programa bastante simples que também permite elaborar um plano alimentar de forma fácil.

Após ter inserido os seus dados, incluindo o peso e a altura, poderá selecionar um de vários tipos de dietas disponíveis, incluindo a de Atkins, Body for Life, Jenny Craig, The Pritikin Principle, the Zone, USDA.

Também poderá customizar o seu próprio estilo de dieta, definido as quantidades e/ou percentagens de proteína, hidratos de carbono e de gordura. Terá ainda a possibilidade de optar por um plano para manter, perder ou ganhar peso.

Para começar a construir o seu plano, crie uma refeição clicando em “New meal”, em seguida, selecione um alimento na coluna à direita, em “Food Database”, indique a respetiva quantidade e clique em “< Add”. Aqui também é possível introduzir novos alimentos e criar receitas.

Infelizmente, não me foi possível descortinar qual a base de dados de alimentos usada, pelo que a fiabilidade dos dados poderá ser questionável.

Conclusão

Infelizmente, todos os sites e programas referidos encontram-se em inglês, o que irá dificultar o seu uso por aqueles que não tenham alguns conhecimentos básicos dessa língua.

Também há que referir o facto de nenhuma das aplicações referidas usar bases dados de alimentos portugueses (INSA) ou brasileiros (TACO). Na maioria dos casos, falta também informação relativa à origem dos valores nutricionais, medidas usadas, etc.

No entanto, e apesar das limitações já referidas, o leitor dispõe aqui de 5 opções que pode usar, podendo, em todos os casos, adicionar os seus próprios alimentos, em português.

Caso nenhuma das opções já referidas vá de encontro às suas necessidades e expectativas, pode também ter acesso a várias tabelas excel que foram especificamente desenvolvidas com o objetivo de facilitar a elaboração de planos alimentares para determinados fins.

Fernando Ribeiro

Nutricionista (CP: 4100N) no Moreirense Futebol Clube. Licenciado em nutrição pela FCNAUP. Também publica nos blogs nutrasports.net e footballmedicine.net.