4 benefícios da Vitamina K

A Vitamina K é uma vitamina lipossolúvel que é mais conhecida pelo seu papel importante na coagulação do sangue. No entanto, esta vitamina também é essencial para a formação de ossos fortes, para a prevenção de doenças cardiovascular e também faz parte de outros processos corporais.

De fato, a Vitamina K é muitas vezes considerada a “vitamina esquecida” porque os vários benefícios que proporciona à saúde são ignorados com frequência.

As investigações mais recentes sugerem que a Vitamina K é um adjunto importante da Vitamina D, e se você for deficiente numa destas vitaminas, então nenhuma delas irá funcionar de forma ótima no seu organismo. Como você já deve saber, a Vitamina D desempenha um papel chave na saúde do ser humano.

De acordo com um dos principais investigadores da Vitamina K, o Dr. Cees Vermeer, tal como acontece com a Vitamina D, quase toda a gente é deficiente em Vitamina K.

A maioria das pessoas apenas conseguem obter da dieta a quantidade mínima para manter o sangue a coagular da forma adequada, mas não a quantidade necessária para as proteger de uma variedade de outros problemas de saúde.

Neste artigo irei descrever esta vitamina e indicar quais são os 5 principais benefícios que este nutriente proporciona. A lista abaixo sumariza os potenciais problemas para a saúde que podem ser associados a uma deficiência de vitamina K.

  • Calcificação das artérias, doenças cardiovasculares e veias variçosas.
  • Osteoporose.
  • Cancro da próstata, cancro do pulmão, cancro do fígado e leucemia.
  • Doenças do cérebro, incluindo a demência.
  • Cárie dentária.
  • Doenças infecciosas como a pneumonia.

Tipos de vitamina K

Existem três tipos de Vitamina K:

  • Vitamina K1 ou filoquinona: Encontra-se de forma natural em plantas, especialmente nos vegetais verdes. A Vitamina K1 vai diretamente para o seu fígado e ajuda a manter a coagulação adequada do sangue.
  • Vitamina K2, também conhecida por menaquinona: É produzida por bactérias que estão presentes no trato gastrointestinal; a K2 vai diretamente para as paredes dos seus vasos sanguíneos, ossos e outros tecidos para além do fígado.
  • Vitamina K3, ou menadiona: É uma forma sintética de vitamina K.

A Vitamina K2 protege o coraçãosaúde coração

A Vitamina K2 ajuda a prevenir o endurecimento das artérias, que é um fator comum na doença arterial coronariana e na insuficiência cardíaca. Várias investigações sugerem que a Vitamina K2 pode ajudar a manter o cálcio afastado do revestimento interno das artérias e de outros tecidos corporais em que este mineral poderia causar danos.

Os estudos mais recentes indicam que é a Vitamina K2, e não a K1, que em combinação com a Vitamina D, previne a calcificação das artérias coronárias, prevenindo assim as doenças cardiovasculares (1).

A Vitamina K2 ajuda a prevenir a osteoporose

A melhor forma de obter e de manter ossos fortes e saudáveis é com uma dieta rica em alimentos frescos, integrais, que maximize a ingestão de minerais naturais, de forma que o seu corpo disponha dos materiais necessários para fazer aquilo para o qual foi concebido.

A Vitamina K2 é uma das intervenções nutricionais mais importantes para melhorar a densidade óssea. Ela serve como uma espécie de “cola” que ajuda a fixar o cálcio e outros minerais importantes na matriz óssea.

Já foram realizados vários estudos que confirmam os efeitos protetores da Vitamina K contra a osteoporose (2).

Várias investigações realizadas por investigadores japoneses sugerem que a Vitamina K2 pode reverter completamente a perda de massa óssea e alguns casos pode até aumentar a massa óssea em pessoas com osteoporose.

Um total de sete ensaios japoneses indicam que a suplementação de vitamina K2 proporciona uma redução de 60 por cento das fraturas vertebrais e uma redução de 80 por cento das fraturas no quadril e outros tipos de fraturas.

Investigadores holandeses provaram que a Vitamina K2 é três vezes mais eficiente do que a Vitamina K1 a aumentar os níveis de osteocalcina, que controla a formação dos ossos.

A força dos seus ossos depende de mais do que apenas do cálcio. A verdade é que os ossos são compostos por mais de uma dúzia de minerais. Portanto, não nos podemos focar apenas na ingestão de cálcio.

A Vitamina K ajuda a prevenir o cancro

Vários estudos sugerem que a as Vitaminas K1 e K2 são eficientes contra o cancro. Considere o seguinte:

Um estudo, publicado em Setembro de 2003 no International Journal of Oncology, descobriu que o tratamento de pacientes com cancro do pulmão com Vitamina K2 diminuiu o crescimento das células cancerígenas, e estudos anteriores também demonstraram benefícios no tratamento da leucemia (3).

Um estudo realizado em Agosto de 2003 envolveu 30 pacientes que sofriam de um tipo de cancro chamado carcinoma hepatocelular. Eles receberam uma dose oral de Vitamina K1 e os investigadores verificaram que a doença estabilizou em seis pacientes; sete pacientes tiveram uma resposta parcial e outros sete obtiveram uma melhoria do funcionamento do fígado (4).

Num estudo conduzido em 2008 por um grupo de investigadores alemães, estes descobriram que a Vitamina K2 proporciona uma proteção substancial contra o cancro da próstata, um dos tipos de cancro mais comum nos homens.

De acordo com o Dr. Vermeer, os homens que ingeriam as quantidades mais elevadas de K2 tinham cerca de menos 50% de probabilidade de vir a ter cancro da próstata (5).

Outras investigações também verificaram que a Vitamina K pode ajudar no tratamento de doenças como o Linfoma não-Hodgkin, cancro do cólon, cancro do estômago, cancro da nasofaringe e outros tipos de cancro da boca.

Outros benefícios da Vitamina K

De acordo com a edição de Março de 2004 da revista “Life Extension” (6), vários investigadores descobriram muitos outros benefícios da Vitamina K, incluindo:

  • A deficiência de Vitamina K2 pode contribuir para o agravamento da doença de Alzheimer’s, e a suplementação com Vitamina K2 poderá ajudar a preveni-la.
  • A Vitamina K2 melhora a sensibilidade à insulina; os indivíduos que obtêm uma boa quantidade de Vitamina K2 a partir da dieta, têm menos 20% de probabilidade de vir a desenvolver diabetes tipo 2.
  • A aplicação tópica de Vitamina K2 pode ajudar a reduzir os hematomas.
  • A Vitamina K2 pode ter propriedades antioxidantes.

Como obter Vitamina K a partir da dietanatto

Os alimentos fermentados, tais com o “natto”, costumam ser aqueles que possuem concentrações mais elevadas de Vitamina K, e podem proporcionar uma boa quantidade de Vitamina K2 numa base diária.

É possível obter 200 microgramas de Vitamina K com a ingestão de apenas 15 gramas de natto por dia. O Dr. Vermeer recomenda a ingestão de 45 a 185 mcg de Vitamina K2 por dia para os adultos.

É difícil obter os valores precisos de Vitamina K2 presentes noutros alimentos. No entanto, é possível obter algumas estimativas, que listamos abaixo (7, 8).

Outros alimentos que também contêm quantidades significativas de Vitamina K2 incluem os lacticínios crús como os queijos moles, manteiga, Kefir e sauerkraut.

AlimentoVitamina K2
 Natto 1000 mcg
 Missô 10-30 mcg
 Queijo cheddar (132g) 11,4 mcg
 Queijo parmesão (100g) 7,1 mcg
 Queijo mozzarella (132g) 5,4 mcg
 Cordeiro ou pato (1 xícara) 6 mcg
 Figado bovino (1 xícara) 5 mcg
 Carne de peru (1 xícara) 5 mcg
 Figado de frango (1 xícara) 3 mcg

Note que os lacticínios produzidos a partir de animais criados em cativeiro não são ricos em Vitamina K2. Apenas os animais alimentados a pastos produzem lacticínios com quantidades elevadas de Vitamina K2.

Prática de musculação baseada em evidência científica. Siga-nos através das redes sociais.